Publicidade

Emater incentiva aumento da produtividade de milho em Altamira

Publicado em 11/02/2013 14:00 502 exibições
No projeto de assentamento Itapuama, em Altamira, na Transamazônica, um dos trabalhos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) é para aumentar a produtividade da lavoura de milho. Na propriedade do agricultor familiar Francisco Martins, foi instalada uma unidade demonstrativa da cultura.

Em um hectare de área foram colocadas cerca de 50 mil sementes de milho. A ideia é colher seis toneladas do produto, o dobro do rendimento que têm hoje os agricultores que cultivam milho tradicionalmente. A área para o plantio, que apresentava fertilidade baixa, passou por análise de solo. Toda a adubação aplicada no local obedece às orientações apresentadas no estudo.

O milho de variedade híbrida, além de ter potencial genético melhorado, também ajuda a diminuir o clico da cultura, e em seis meses está pronto para a colheita. Segundo o técnico em agropecuária da Emater Henrique Pastana, Altamira já foi grande produtora de milho, mas, por conta de cultivo no sistema tradicional – que envolve derruba e queima, proibidas –, as áreas de plantio diminuíram, ocasionando uma produção apenas para a subsistência dos pequenos animais.

“Hoje compramos milho de outros municípios da região e até de outros Estados. Queremos demonstrar que adotar tecnologias de fácil acesso ao agricultor preserva o meio ambiente e pode mudar essa realidade”, diz o técnico. A unidade demonstrativa também pretende mostrar como usar melhor a área de plantio. Segundo dados da Emater, em um hectare de área cultivado da forma tradicional, pouco mais de 15 mil plantas podem ser cultivadas; se o plantio for mecanizado, o número pode ser três vezes maior.

Para demonstrar os benefícios das tecnologias aplicadas na unidade, a Emater reunirá os agricultores em um Dia de Campo na propriedade rural, que culminará com a colheita da produção.
Tags:
Fonte:
Emater PA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário