Milho: Preços se mantêm em baixa para o milho Mato-grossense

Publicado em 02/04/2013 08:35
486 exibições
Os preços de milho vêm apresentado quedas nas últimas semanas. Estes fecharam o mês de março com queda de 1,8% em relação a fevereiro. A boa colheita da safra de verão observada no Sul do Brasil tem aumentado a oferta do cereal no País, e consequentemente, tem sido um dos fatores que forçam a queda nos preços. A isso, soma-se ainda a necessidade de comercialização da safra 12/13 em Mato Grosso, a qual tem apresentado ritmo muito lento, favorecendo ainda mais as baixas nas cotações. Para incentivar ainda mais esse cenário de quedas, a Bolsa de Chicago apresentou queda drástica na última quinta-feira (28/03) devido ao Relatório de estoques e de estimativa de plantio do USDA. Os Estados Unidos estimam plantar uma área de milho equivalente a 39,3 milhões de hectares, sendo essa a maior desde o ano de 1936. Junto a isso, o relatório apresentou que o país norte-americano conta com grandes estoques de 137,2 milhões de toneladas do cereal. Embora as quedas nos preços já se anunciem, o momento é de cautela, visto que na região sul do Corn Belt nos EUA a neve e as chuvas intensas têm dificultado o plantio de milho. Fato que pode levar os produtores a desistir de plantar milho em algumas áreas para plantar soja no lugar, em meados de junho. O mercado se movimenta, porém deve-se manter cautela quanto ao clima nos EUA.

Leia o boletim completo no site do Imea
Tags:
Fonte: Imea

Nenhum comentário