China: Aumento na produção de milho será insuficiente para atender demanda e importações devem aumentar

Publicado em 11/09/2013 11:20 e atualizado em 11/09/2013 17:47
1678 exibições

O Centro Nacional de Informações sobre Grãos e Óleos da China divulgou, nesta quarta-feira (11), estimativas para a nova safra de grãos do país. A instituição projeta um aumento para o milho e um recuo para a soja. 

A produção de milho foi estimada em 215 milhões de toneladas, apresentando um aumento de 4,6% em relação à safra anterior. Já a colheita de soja, de acordo com o CNGOIC, poderá recuar 4,2% este ano, podendo chegar a 12,5 milhões de toneladas. Outra cultura que poderá ter uma safra menor é o arroz, com a diminuição de 1% em comparação com 2012, e chegar a 202 milhões de toneladas. 

A projeção do governo da China é de que a produção total de grãos - trigo, milho e arroz - alcance um volume recorde e supere as 589,57 milhões de toneladas produzidas em 2012. 

Demanda - Apesar desse aumento esperado para a safra chinesa de milho, no entanto, o consultor de mercado Liones Severo, do SIMConsult, afirma que trata-se de um aumento considerado "insuficiente" para a demanda pelo cereal, a qual segue bastante aquecida. 

“O consumo do país asiático tem crescido de 7 a 8% ao ano, o que não limitaria a procura pelo grão. No Estados Unidos, já há filas de navios esperando pelo milho dos Estados Unidos”, afirma Severo. 

O mesmo disse o consultor da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, indicando que a nação asiática não precisa importar só milho, como também de outros grãos que possam ser utilizados para a produção de ração animal. 

"O sinal bom é de que os chineses estão precisando de componentes de ração, e isso é indicativo de que eles tiveram problema com a safra e, provavelmente, terão que importar mais milho, trigo, sorgo, produtos em geral, para atender sua demanda", explica. 

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    A área agrícola da China de 123 milhões de hectares é infinitamente menor que a área agricultável brasileira e produzimos apenas 188 milhões de toneladas de grãos e oleaginosas. A china produz esses 590 milhões de grãos e mais cerca de 40 milhões de tons em soja e outras oleaginosas. Isto demostra que nossa agricultura tem muito o que crescer. PS: 215mmt de milho não é recorde da China e ainda vai precisar importar bastante milho.

    0