América do Sul: Dificuldades no plantio do milho geram incertezas nas estimativas para 2013/14

Publicado em 14/10/2013 16:18
798 exibições

O potencial de produção da Argentina e do Brasil balança o mercado internacional com o aumento de fornecimento das principais culturas. Mas, tendo em vista que os países enfrentam dificuldades no plantio do milho, prever os resultados da safra 2013/14 ainda é um mistério.

O plantio precoce de milho teve início em agosto, na Argentina, sendo finalizado neste mês de outubro. A outra safra deve ter seu plantio iniciado em novembro até o início de janeiro. Um consultor do Conselho de Grãos do país observa que, devido ao atraso no plantio de milho, a área plantada do cereal deve diminuir na safra posterior. O tempo seco também estimula mais produtores a destinar seus hectares para a soja.

Segundo a Bolsa de Cereais de Buenos Aires, a área plantada de soja na Argentina deverá ocupar 20,2 milhões de hectares em 2013/14, o que representa uma alta de 2,5% sobre o total cultivado no ano anterior, se firmando como a maior área da história do país. O USDA prevê que a Argentina irá ter uma produção de 53,5 toneladas da oleaginosa.

Com os preços baixos do milho, a soja é vista como um refúgio para os produtores da América do Sul, tendo em vista que seu plantio custa duas vezes menos do que o plantio do milho. 

No Brasil, alguns produtores também estão deixando de plantar a safra de verão, devido aos problemas logísticos que atrapalham a entrada do grão no mercado.

Com informações do Farm Futures

Tags:
Por: Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário