Excesso de chuva interfere na qualidade das lavouras de milho em MT

Publicado em 27/03/2014 09:02 641 exibições
O motivo é o grande volume de água recebido durante o plantio e na fase de vegetação

Possibilidade de menor produtividade na lavoura de milho preocupa produtores de Mato Grosso. O motivo é o grande volume de água recebido durante o plantio e na fase de vegetação, explica o produtor de Tapurah, Silvesio de Oliveira. “O excesso de chuva na segunda quinzena de fevereiro comprometeu o que havia sido plantado na primeira, além de ter adiado para março o restante do plantio, que ficou fora da janela”. O ideal era que o plantio tivesse sido feito até 25 de fevereiro.
 
Mesmo as lavouras de milho plantadas nesse intervalo apresentam qualidade inferior à usual. “As lavouras estão com aspecto amarelado, e nossa projeção é de uma queda em torno de 20 sacas no município”, conta o produtor de Nova Mutum, Emerson Zancanaro. 
 
Segundo o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas, o excesso da chuva também tem atrapalhado a aplicação de adubos nitrogenados, que ajudam na nutrição da planta e consequentemente no enchimento de grão. “A grande quantidade de chuva, que continua, não deixa que o adubo trabalhe com eficácia na planta, devido à capacidade de volatilização que apresenta”.  
 
Na região Oeste, a situação também não é diferente, conta o produtor de Campo Novo do Parecis, Adolfo Petry. “Acreditamos que há possibilidade de redução de produtividade sim”. Ele explica que além do excesso de chuva, a falta de sol e a ocorrência de muitos dias nublados contribuíram para que a planta não absorvesse os nutrientes necessários. A situação está sendo verificada em todo o Estado de Mato Grosso.

Tags:
Fonte:
Aprosoja MT

0 comentário