Milho: À espera do USDA, preços operam com volatilidade em Chicago

Publicado em 08/05/2014 12:41 638 exibições

As cotações do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) operam com volatilidade no pregão desta quinta-feira (8). Ao longo das negociações, os preços têm oscilado entre os campos positivo e negativo. Por volta das 12h30 (horário de Brasília), as principais posições exibiam leves quedas, próximos da estabilidade. O vencimento julho/14 era o único que trabalhava do lado azul da tabela, cotado a US$ 5,14 por bushel.

Diante do novo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que será divulgado nesta sexta-feira (9), os investidores buscam um melhor posicionamento. Os investidores já especulam sobre os possíveis números que o órgão irá apresentar no boletim.

Por enquanto, as expectativas é que o departamento reduza as projeções para a safra norte-americana de milho para 345 milhões de toneladas. No ciclo anterior, o país colheu cerca de 354 milhões de toneladas. Os estoques finais de passagem da safra mundial 2013/14 deverão ficar próximos de 157,8 milhões de toneladas, contra 158 milhões de toneladas estimados anteriormente.

Ainda nesta quinta-feira, o departamento também reportou os números das vendas para exportação até o dia 1º de maio. Para a safra 2014/15, as vendas somaram até o dia 1º de maio, 161,3 mil toneladas. Número bem abaixo do reportado anteriormente, de 938,0 mil toneladas. Na contramão desse cenário, as vendas da safra 2014/15 cresceram de 13,8 mil toneladas para 121,1 mil toneladas. 

No acumulado do ano safra, as vendas do cereal totalizam 44.169,2 milhões de toneladas. A projeção do USDA é de 44.450,0 milhões de toneladas de milho. 

Outro fator que também tem influenciado as cotações futuras do cereal nas últimas semanas são as previsões climáticas para os EUA. Analistas apontam que em estados importantes na produção do grão no país, com Iowa e Illinois, a semeadura do grão entrou na reta final. Ainda há algumas preocupações em relação às regiões de Dakota e Minnesota, mas a expectativa é que a semeadura avance nas próximas semanas.

De acordo com informações do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o plantio do milho atingiu 29% da área projetada até o último dia 4 de maio. A média dos últimos cinco anos é de 42%.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário