Milho: Mercado ainda reflete dados do USDA e recua em Chicago

Publicado em 12/05/2014 09:37 722 exibições

As cotações futuras do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram a semana operando do lado negativo da tabela. Por volta das 9h25 (horário de Brasília) exibiam leves quedas entre 2,75 e 3,25 pontos. O vencimento julho/14 era negociado a US$ 5,04 por bushel.

O mercado ainda reflete os números de oferta e demanda divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) na última sexta-feira (9). O órgão reportou um aumento expressivo na produção mundial de milho, que subiu de 973,9 milhões de toneladas para 979,02 milhões de toneladas.

Consequentemente, os estoques globais também registraram um crescimento e passaram de 158 milhões de toneladas para 168,42 milhões de toneladas. Do mesmo modo, a produção brasileira de milho foi projetada em 75 milhões de toneladas, contra 72 milhões de toneladas estimadas anteriormente.

Para a safra 2014/15, o departamento também registrou um  aumento tanto para a safra dos EUA, do Brasil e da China. Analistas acreditam que no curto prazo, o mercado ainda pode apresentar alguma valorização, mas a longo prazo os dados do USDA são baixistas aos preços. Ainda assim, será necessário acompanhar o desenvolvimento da safra norte-americana.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário