Milho: Frente a expectativa de aumento nos estoques dos EUA, preços recuam na CBOT

Publicado em 30/06/2014 08:30 e atualizado em 30/06/2014 12:53 524 exibições

Nesta segunda-feira (30), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) dão continuidade ao movimento de queda, registrado desde o início da sessão. Por volta das 12h35 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam perdas entre 1,50 e 4,50 pontos. O contrato julho/14 era cotado a US$ 4,41 por bushel.

De acordo com informações da agência internacional de notícias Bloomberg, as cotações do cereal são pressionadas frente às especulações de que o relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) irá apontar um aumento nos estoques dos EUA. A expectativa dos participantes do mercado é que os estoques trimestrais até 1º de junho, apresentem uma alta de 35% e totalizem 94,5 milhões de toneladas, o maior desde 2005.

Já a área cultivada com o milho nesta safra deverá ser reportada próxima de 37,11 milhões de hectares. Nesta segunda-feira, o órgão irá divulgar dois novos boletins, de estoques trimestrais e área plantada nos EUA.

Além disso, é cada vez maior o sentimento dos investidores de que a safra norte-americana será um recorde nesta temporada. A projeção do USDA, é que o país colha cerca de 353,97 milhões de toneladas de milho. Frente a esse cenário, os preços do cereal já recuaram em torno de 12% neste trimestre.

Embarques semanais 

O departamento reportou os embarques semanais de milho dos EUA em 872.960 mil toneladas, na semana encerrada no dia 26 de junho. O volume está abaixo do reportado na semana anterior, de 988.080 mil toneladas. Já no mesmo período do ano passado, os embarques somaram cerca de 379.237 toneladas.

Até o momento, no acumulado no ano safra, iniciado em 1º de setembro, os embarques totalizam 37.842.772 milhões de toneladas, contra 14.774.469 milhões de toneladas acumuladas no ano safra anterior. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário