Milho: Frente ao recuo dos embarques semanais, mercado fecha pregão em queda em Chicago

Publicado em 29/12/2014 17:03 e atualizado em 30/12/2014 08:16 188 exibições

Em um pregão volátil, as principais posições do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) encerraram a segunda-feira (29) em campo negativo. Ao longo das negociações, as cotações do cereal até esboçaram uma recuperação, porém, o movimento não foi sustentado. Os vencimentos da commodity terminaram a sessão com perdas entre 1,75 e 2,00 pontos. O contrato março/15 era cotado a US$ 4,12 por bushel.

De acordo com informações de agências internacionais o dia foi de pouca negociação e com os investidores buscando um melhor posicionamento diante do feriado de final de ano. Além disso, o mercado também foi influenciado pelo boletim de embarques semanais, reportado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Até o dia 25 de dezembro, os embarques totalizaram 609.613 mil toneladas de milho. O número ficou bem abaixo do registrado na semana anterior, de 802.368 mil toneladas. Já no mesmo período de 2013, o número ficou em 738.532 mil toneladas. E no total acumulado do ano-safra, com início em 1º de setembro, o índice é de 11.608.111 milhões de toneladas, frente as 11.521.360 milhões de toneladas no acumulado no ano safra anterior.

Em contrapartida, o relatório de vendas líquidas, também divulgado pelo órgão norte-americano, indicou as vendas em 1.705.600 milhão de toneladas para o ano comercial 2014/15. O percentual ficou acima do indicado na semana passada e representa um crescimento de 81% em relação à média das últimas quatro semanas. Como principal comprador do milho dos EUA foi destinos não revelados, com 452.000 mil toneladas.

BM&F Bovespa

Nesta segunda-feira, as posições do milho na BM&FBovespa terminaram a sessão em campo misto. Os principais contratos encerraram o pregão com desvalorizações entre 0,26% e 0,44%. Apenas o vencimento maio/15 finalizou o dia com ganho de 1,21%, negociado a R$ 29,35 a saca.

As cotações futuras terminaram em queda apesar da alta do dólar registrada nesse início de semana. A moeda norte-americana finalizou a segunda-feira, a R$ 2,70. Segundo dados reportados pela agência Reuters, o câmbio foi impulsionado pelos investidores que, ainda aguardam informações sobre o programa de intervenção no câmbio do Banco Central. 

Conforme dados do boletim Focus, a expectativa do mercado é que o câmbio deverá permanecer valorizado ao longo de 2015. A expectativa é que no final do ano, a moeda norte-americana possa alcançar o patamar de R$ 2,80. 

Veja como fecharam os preços nesta segunda-feira:

>> MILHO

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário