Milho: Mercado recua pelo 4º dia consecutivo e março/15 perde o patamar dos US$ 4,00/bu

Publicado em 02/01/2015 12:01 e atualizado em 09/06/2017 11:46
132 exibições

Na Bolsa de Chicago (CBOT), os futuros do milho iniciaram o primeiro pregão de 2015 do lado negativo da tabela. Por volta das das 12h41 (horário de Brasília), as principais posições do cereal exibiam perdas 2,25 e 3,00 pontos. O contrato março/15 perdeu o patamar dos US$ 4,00 por bushel e era cotado a US$ 3,94 por bushel. 

O mercado dá continuidade ao movimento de realização de lucros registrado ao longo da semana, devido ao feriado e ajustes de final de ano. De acordo com informações reportadas pelo site Farm Futures, os preços do cereal terminaram o ano de 2014 mais baixos, com desvalorização de até 6%.

Paralelamente, os participantes do mercado aguardam o relatório de vendas para exportação, que será divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). E a expectativa dos investidores é que os números venham mais fracos, conforme dados das agências internacionais.

Além disso, os analistas sinalizam que as notícias macroeconômicas não são favoráveis, fator que também ocasiona pressão aos mercados. Por outro lado, o mês de janeiro, já é tradicionalmente um período de cotações mais fracas, segundo explicam os consultores.

Em contrapartida, a produção de etanol, apesar da queda registrada na semana anterior, permanece firme. Os sites destacam como grande questão, o real tamanho da safra norte-americana. O órgão deve divulgar novo boletim de oferta e demanda no dia 12 de janeiro. 

Ainda hoje, o USDA anunciou a venda de 210 mil toneladas de milho para o Japão. Essa é a segunda operação divulgada nesta semana. Na última terça-feira (30), o órgão reportou a venda de 157.500 mil toneladas do grão para o México.

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário