Leilões de milho da Conab negociam 47,62% do total ofertado e têm preço máximo de R$ 28,62/sc

Publicado em 23/08/2016 11:53 e atualizado em 23/08/2016 13:24
627 exibições

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) realizou nesta terça-feira (23) mais dois leilões de vendas dos estoques públicos de milho. Mais uma vez, foram ofertadas 50 mil toneladas do cereal e o volume arrematado chegou a 23,80 mil toneladas, cerca de 47,62%. Na primeira operação, de número 128, foram ofertadas 9,49 mil toneladas do cereal e o volume negociado foi de 5,94 mil toneladas, o equivalente a 62,65%.

Do lote 1, de Sorriso (MT), o volume negociado chegou a 100% do total ofertado de 4,34 mil toneladas do grão. Apesar da disputa, o valor para a saca de 60 quilos do cereal foi mantido em R$ 24,45. O lote 2, de Lucas do Rio Verde, 100% da oferta, de 400 toneladas foi negociado, mas o valor também ficou inalterado em R$ 24,45 a saca de milho.

Ainda de Lucas do Rio Verde, o lote 3, ofertou 994,4 toneladas e o volume negociado foi de 98,55%. O preço inicial foi mantido em R$ 24,45 a saca do grão. De Ipiranga do Norte, a oferta foi de 1,23 mil toneladas de milho, porém, apenas 8,11% foi arrematado. Com isso, a cotação também permaneceu inalterada em R$ 24,45 a saca.

O último lote do aviso, de Várzea Grande, a quantidade ofertada foi de 2,52 mil toneladas e somente 4,76% negociada. O preço da saca permaneceu em R$ 28,62 a saca.

Resultado do leilão - 128 - milho conab

Aviso 129

No total, foram ofertadas 40,50 mil toneladas de milho no aviso 129. Entretanto, apenas 17,85 mil toneladas foram arrematadas, um total de 44,09%. Do lote 1, de Pedra Preta, foram ofertadas 4,97 mil toneladas e o volume negociado foi de 72,29%. O preço foi mantido em R$ 28,62 a saca de milho.

Do lote 2, o volume arrematado foi de 300 toneladas do grão, num total de 1,16 mil toneladas ofertadas de Pedra Preta, o equivalente a 25,73%. A cotação ficou em R$ 28,62 a saca. Em Ipiranga do Norte, a oferta foi de 50 toneladas, mas não houve negociação.

Já em Sinop, a oferta foi de 5,30 mil toneladas e 100% do volume foi arrematado. Consequentemente, o valor subiu de R$ 24,45 a saca para R$ 24,60. Do lote 5, de Ipiranga do Norte, foram ofertadas 15,17 mil toneladas e somente 55,34% do volume foi negociado. A cotação permaneceu estável em R$ 24,45 a saca.

No último lote, também de Ipiranga do Norte, a oferta foi de 13,82 mil toneladas e apenas 1,84% do total foi arrematado. O preço foi mantido em R$ 24,45 a saca.

Resultado do leilão - 129 - milho conab

Por Fernanda Custódio
Fonte Notícias Agrícolas

Nenhum comentário