Em Chicago, milho inicia pregão desta 6ª feira em queda diante da perspectiva de conforto na oferta

Publicado em 10/03/2017 09:20
130 exibições

Na Bolsa de Chicago (CBOT), as cotações futuras do milho exibem ligeiras quedas na manhã desta sexta-feira (10). Por volta das 9h036 (horário de Brasília), as principais posições do cereal testavam perdas entre 1,50 e 2,00 pontos. O vencimento março/17 era cotado a US$ 3,58 por bushel, enquanto o maio/17 operava a US$ 3,65 por bushel.

Assim como no caso da soja, as cotações da commodity também ainda refletem os números de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportados nesta quinta-feira (9). O órgão estimou a safra total do Brasil em 91,5 milhões de toneladas nesta temporada.

"Nessa base, o mercado global retém bastante conforto na oferta", disse Tobin Gorey, do Commonwealth Bank of Australia, ao Agrimoney.com. "Trabalhar com o excesso exige que os preços permaneçam baixos até a temporada de 2017, a menos que haja grandes problemas com a safrinha de milho do Brasil", completa.

Além disso, os participantes do mercado também permanecem atentos ao planejamento da safra americana. Ainda há muita especulação no mercado sobre o tamanho da área que será cultivada com o grão nesta nova temporada.

Veja como fechou o mercado nesta quinta-feira:

Por Izadora Pimenta

>> Milho fecha 5ª em baixa na CBOT com aumento da produção brasileira estimado pelo USDA

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

    Quem pode, vai esperar para vender a US $ 11 o buschell ou mais. Quem não pode, vai fazer o quê???. Dai a necessidade de formar um capital de giro. Só o silo não resolve. O produtor pode ate dar o grão como garantia. Mas sera que o risco paga o juro ??

    0