Ainda de olho na safra na América do Sul, milho inicia o pregão desta 4ª feira do lado negativo da tabela na CBOT

Publicado em 22/03/2017 09:15
99 exibições

Os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram a sessão desta quarta-feira (22) do lado negativo da tabela, próximos da estabilidade. As principais posições do cereal exibiam quedas entre 0,50 e 0,75 pontos, por volta das 8h54 (horário de Brasília). O contrato maio/17 era cotado a US$ 3,60 por bushel, enquanto o julho/17 operava a US$ 3,68 por bushel. Já o setembro/17 era negociado a US$ 3,75 por bushel.

O mercado opera em queda e caminha para consolidar o terceiro dia seguido de desvalorização. De acordo com as informações das agências internacionais, os preços sentem a pressão de uma grande safra na América do Sul. Especialmente no Brasil, onde a safra é projetada em pouco mais de 90 milhões de toneladas do grão nesta temporada.

Por outro lado, os analistas internacionais ainda ponderam que nem mesmo os bons dados vindos do lado demanda têm conseguido dar suporte aos preços da commodity. A perspectiva é que a partir de agora o foco dos participantes do mercado se volte ao planejamento e o plantio da nova safra americana.

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

>> Com foco na safra na América do Sul, milho fecha pregão 3ª feira em queda e consolida 2º dia de perda na CBOT

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário