À espera das novas projeções do USDA, milho opera próximo da estabilidade na manhã desta 3ª feira na CBOT

Publicado em 11/04/2017 09:04 187 exibições

Nesta terça-feira (11), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram o pregão com leves quedas, próximos da estabilidade. Às 8h38 (horário de Brasília), as principais posições do cereal exibiam perdas entre 0,50 e 1,00 pontos. O maio/17 era cotado a US$ 3,66 por bushel, já o julho/17 trabalhava a US$ 3,73 por bushel.

O mercado voltou a testar o lado negativo da tabela, após encerrar o dia anterior com boas valorizações. As cotações operam em compasso de espera para o novo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que será reportado nesta terça-feira.

Além disso, o plantio da nova safra norte-americana continua no radar dos investidores. Ainda no final da tarde desta segunda-feira, o órgão indicou a área semeada em 3% do total previsto para essa temporada. O número ficou em linha com a média dos últimos anos e 1% abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior.

Os investidores apostavam em uma área cultivada entre 6% a 7%. Contudo, as previsões climáticas indicam tempo firme nos próximos dias, o que deve favorecer o avanço dos trabalhos nos campos.

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Milho ajusta posições antes do boletim do USDA e encerra sessão desta 2ª feira em alta em Chicago

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário