Sob influência do clima, produtividade do milho cresce em Mato Grosso

Publicado em 30/06/2017 13:20
237 exibições
De acordo com Imea, safra 2016/17 pode ser a maior da história no estado

De janeiro a maio, o clima atuou sobre a região do Mato Grosso de maneira bastante positiva, colaborando para uma das melhores safras do estado. As chuvas, que ainda se estenderam até o mês passado, não foram às únicas responsáveis pelo resultado histórico na região. Outro fator que contribuiu foi a semeadura antecipada da soja, que consequentemente propiciou uma semeadura antecipada do milho.

Segundo Ângelo Ozelame, gestor técnico do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a produção de milho no estado teve um aumento de 47,13% em relação à última safra. As principais cidades produtoras são Sorriso, Nova Mutum, Nova Ubiratã, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Sapezal e Primavera do Leste. “Os produtores dessas regiões iniciaram as plantações no mês de janeiro e, com a ajuda do clima que atuou positivamente desde então, tiveram ótimos resultados nas lavouras”, diz.

O preço também sofreu alteração. Mas não tão positiva quando a alta registrada pela produção. “Se compararmos hoje com o mesmo período de 2016, o valor do produto sofreu uma desvalorização de aproximadamente 52,2% devido a serem duas safras distintas, a anterior com uma quebra e a atual com uma produção excepcional”, afirma.

De acordo com o meteorologista da Climatempo, Alexandre Nascimento, as perspectivas são boas e bastante animadoras para os produtores no futuro. A próxima safra não deve ser muito diferente. As condições do clima continuarão favoráveis para a cultura do milho e da soja no estado.

Sobre o Grupo Climatempo          

O Grupo Climatempo é a principal empresa privada de meteorologia do país. Fornece, atualmente, conteúdo para mais de 50 retransmissoras nacionais de televisão, para rádios de todo o Brasil e para os principais portais. Com cerca de dois mil clientes oferece conteúdo meteorológico estratégico para o setor de agricultura, moda e varejo, energia elétrica, construção civil,  seguradoras e indústrias farmacêutica e de alimentos.

O Portal Climatempo transformou-se no veículo líder em visitação do país. É referência na divulgação de conteúdo que estimula a consulta diária de previsão do tempo. Classificado nos principais institutos de pesquisa entre os 30 sites mais visitados do país em língua portuguesa, é visitado por mais de 1, 5 milhão de usuários por dia, chegando a quase 3 milhões nas vésperas de feriados e durante fenômenos extremos de tempo e clima, com um crescimento anual na marca de 30%. O Grupo é presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 27 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país. 

Fonte: Linhas Comunicação

0 comentário