Após reporte dos números do USDA, milho sobe mais de 1% na sessão desta 5ª feira na Bolsa de Chicago

Publicado em 12/10/2017 14:05
140 exibições

LOGO nalogo

Nesta quinta-feira (12), os futuros do milho voltaram a trabalhar com altas mais expressivas na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais posições da commodity exibiam valorizações de mais de 6 pontos e subiam mais de 1%, perto das 13h46 (horário de Brasília). O dezembro/17 era cotado a US$ 3,52 por bushel, enquanto o março/18 operava a US$ 3,65 por bushel.

Assim como na soja, as cotações do cereal são impulsionadas pelas novas projeções trazidas pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) em seu boletim de oferta e demanda. No caso da safra americana, o órgão estimou a produção em 362,73 milhões de toneladas na safra 2017/18.

O número ficou bem acima do indicado em setembro, de 360,29 milhões de toneladas. O mercado apostava em uma safra próxima de 360,8 milhões de toneladas neste ciclo. A produtividade das lavouras norte-americanas também foi revista para cima e subiu de 179,82 sacas para 181,82 sacas por hectare.

Os estoques finais norte-americanos apresentaram ligeira alta e subiram de 59,31 milhões para 59,44 milhões de toneladas.

Já a safra mundial do grão deverá somar 1.038,8 bilhão de toneladas nesta safra. O está acima do indicado em setembro pelo órgão, de 1.032,63 bilhão de toneladas. Os estoques finais foram estimados em 200,96 milhões de toneladas. Em setembro, o número  ficou em 202,47 milhões de toneladas. O volume também ficou abaixo do esperado pelo mercado, de 201,91 milhões de toneladas.

Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário