Milho ganha força e apresenta valorização na Bolsa de Chicago nesta quinta-feira

Publicado em 14/03/2019 12:12 e atualizado em 14/03/2019 17:11
259 exibições

LOGO nalogo

Após abrir os trabalhos na Bolsa de Chicago (CBOT) estáveis, os preços internacionais futuros do milho ganham força e registram valorização nessa quinta-feira (14). As principais cotações apontavam altas entre 4 e 5 pontos por volta das 12h08 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a US$ 3,62, o maio/19 valia US$ 3,71 e o julho/19 era negociado por US$ 3,80.

A Successful Faming, por meio do analisara Tony Dreibus, aponta que um dos fatores que ajudaram nessa elevação foi a diminuição dos estoque de etanol de milho americano, que caíram para 23,731 milhões de barris na semana passada. Ficando assim, abaixo dos 24,261 milhões de barris dos sete dias anteriores, segundo a EIA (Administração de Informações de Energia).

Já para Bryce Knorr da Farm Futures, o mercado aguarda a divulgação dos dados de vendas e exportações do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nessa quinta-feira. 

“Espera-se que as vendas de exportação na semana passada caiam um pouco abaixo da leitura anterior de 49,2 milhões de bushels (1,2 milhões de toneladas), mas permaneçam decentes. A questão maior pode ser como e quando esse milho será enviado. Enquanto o tráfego está limpando lentamente o impasse das barcaças no rio Ohio, é esperado que o derretimento da neve e da chuva no meio-oeste norte-americano cause grandes inundações em partes do rio Mississippi tentando reabrir para a primavera”, diz o analista.

Apesar dessa expectativa já ser baixa, os números apresentados pelo USDA mostram uma queda ainda mais acentuada. Os americanos venderam 372 mil toneladas de milho da safra velha na última semana, bem abaixo do intervalo esperado pelo mercado de 800 mil a 1,2 milhão de toneladas.

Confira a matéria completa sobre o relatório do USDA desta quinta-feira:

>> USDA: Vendas semanais de soja vêm acima de 1,9 mi de t e superam expectativas

B3

Já a bolsa brasileira apresenta resultados misturados nessa quinta-feira. As principais cotações do milho registram movimentações entre 1,40% negativo e 0,28% positivo por volta das 12h10 (horário de Brasília). O vencimento março/19 era cotado a R$ 40,13, o maio/19 valia R$ 36,51 e o julho/19 era negociado por R$ 34,40.

De acordo com a Radar Investimentos, aos poucos tem surgido mais ofertas de milho de fora do estado de São Paulo. Isto tem trazido alguma pressão negativa para as cotações nas praças paulistas. Neste sentido, parte dos agentes tem visto negócios em Campinas-SP ao redor de R$41,00/saca, CIF, com 30 dias de prazo.

A Agrifatto Consultoria aponta que o contrato para março, já perto do seu vencimento, acumula queda de 2,87% desde a última segunda-feira, o contrato para maio acumula ajustes de 2,64% e, por fim, o contrato para setembro já esboça alguma reação, e registra a menor queda acumulada na semana, -0,57%.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário