Clima preocupa, mas altos estoques mundiais mantem o milho levemente mais baixo em Chicago

Publicado em 16/04/2019 09:41 e atualizado em 16/04/2019 12:26
152 exibições

LOGO nalogo

A terça-feira (16) começa com leves quedas para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam desvalorizações entre 1,25 e 1,50 pontos por volta das 09h05 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado a US$ 3,61, o julho/19 valia US$ 3,70 e o setembro/19 era negociado por US$ 3,78.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, os preços de grãos em geral estão mais baixos nesta manhã uma vez que “ainda é muito cedo para os comerciantes se interessarem pela história de atrasos de plantio, especialmente com grandes estoques de milho, soja e trigo em todo o país”.

Apesar das condições climáticas ameaçarem atrapalhar os trabalhos de plantio do milho americano, os produtores se apoiam na crença de plantar metade da colheita em uma semana, se necessário ou permitido.

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) disse que o plantio de milho aumentou apenas 1% na semana passada, para 3%, em comparação com a média de cinco anos.

Os analistas da ARC Mercosul apontam que “os produtores dos Estados Unidos ainda aguardam o início do plantio generalizado. Já há regiões no Delta do Mississippi que estão avançando nos trabalhos de campo, porém sem nenhuma significância para a safra do país”.

Confira como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Leves altas marcam milho futuro em Chicago nessa segunda-feira

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário