Bolsa de Chicago fecha a semana com queda para os futuros do milho

Publicado em 31/05/2019 16:55 e atualizado em 03/06/2019 09:27
697 exibições

LOGO nalogo

A semana chega ao final com desvalorizações para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram quedas entre 7,75 e 9,25 pontos nesta sexta-feira (31).

O vencimento julho/19 foi cotado à US$ 4,27, o setembro/19 valeu US$ 4,36 e o dezembro/19 foi negociado por US$ 4,43.

Segundo análise da Farm Futures, os preços do milho fecharam com perdas hoje, registrando quedas mais baixas nos antigos e novos gráficos de safra. Apesar da venda, os futuros encerraram a semana nitidamente bem acima das diferenças criadas após o Memorial Day.

Embora os fazendeiros em Iowa e em grande parte de Wisconsin e Minnesota tenham visto as datas finais de plantio de milho passarem para cobertura de seguro de safra integral hoje, as notícias de demanda também estavam nas manchetes dos jornais.

Os futuros de grãos se juntaram a uma onda de vendas na maioria dos mercados de hoje, uma queda desencadeada pela ameaça do presidente Trump de impor tarifas ao México se não diminuir pela metade o fluxo de imigrantes ilegais através da fronteira.

A medida contra o México colocaria uma tarifa de 5% sobre as importações que entraria em vigor em 10 de junho, aumentando para 25% em outubro, caso o México não feche a fronteira. O México é o maior mercado para o milho dos EUA e também compra quantidades significativas de soja e trigo.

Mercado Interno

Já no mercado interno, os preços do milho disponível permaneceram sem movimentações em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, as praças que apresentaram desvalorização foram Castro/PR (1,41% e preço de R$ 35,00), Alto Garças/MT e Itiquira/MT (1,96% e preço de R$ 25,00), Sorriso/MT balcão (5,56% e preço de R$ 17,00) e Sorriso/MT disponível (7,49% e preço de R$ 21,00).

As valorizações foram percebidas em Palma Sola/SC (1,56% e preço de R$ 32,50), Pato Branco/PR (1,66% e preço de R$ 30,70), Cascavel/PR (1,75% e preço de R$ 29,00), Oeste da Bahia e Luis Eduardo Magalhães/BA (3,575 e preço de R$ 29,00), Primavera do Leste/MT (4,17% e preço de R$ 25,00), Dourados/MS (6,67% e preço de R$ 32,00) e São Gabriel do Oeste/MS (7,69% e preço de R$ 28,00).

Para a Radar Investimentos, a semana terminou bem mais agitada do que começou. O atraso do plantio norte-americano e a previsão de prolongamento das chuvas naquele país fez o vendedor no mercado interno ficar retraído.

Confira como ficaram as cotações nesta sexta-feira:

>> MILHO

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário