Bolsa de Chicago apresenta valorização de 1,5% para o milho nesta quinta-feira

Publicado em 06/06/2019 17:02 e atualizado em 07/06/2019 09:28
644 exibições

LOGO nalogo

Após abrirem o dia em baixa, os preços internacionais do milho futuro reverteram essa tendência de queda ao longo do dia e fecham a quinta-feira (06) com valorizações. As principais cotações registraram altas entre 4,75 e 5,75 pontos.

O vencimento julho/19 foi cotado à US$ 4,20, o setembro/19 valeu US$ 4,29 e o dezembro/19 foi negociado por US$ 4,38.

Segundo análise de Ben Potter da Farm Futures, os preços do milho aumentaram cerca de 1,5% hoje em algumas compras técnicas, ainda mais apoiadas pela força do aumento dos preços do trigo.

O clima americano também segue nos holofotes. Segundo o mais recente mapa cumulativo de precipitação de sete dias da NOAA, a maior parte do Cinturão do Milho provavelmente receberá pouca chuva até 13 de junho, embora partes do Centro-Sul e Sudeste possam ver totais muito mais pesados ​​na próxima semana. Os máximos diurnos permanecerão de quase normais a ligeiramente acima do normal nos próximos dias.

A seca continua sendo praticamente inexistente nos EUA, com apenas 12,9% do país afetado a partir de 4 de junho, de acordo com as últimas atualizações do Monitor de Secas dos EUA. Os níveis aumentaram ligeiramente desde a baixa histórica de 8,8% em meados de maio.

Potter destaca ainda que, antes do relatório USDA da próxima segunda-feira, analistas esperam que a agência reduza significativamente suas expectativas para a produção de 2019 dos EUA, de 15,030 bilhões de bushels (381 milhões de toneladas) em maio para 14,040 bilhões de bushels (356,61 milhões de toneladas).

Os analistas também esperam que o USDA reduza significativamente os estoques finais de milho 2019/20 de 2.485 bilhões de bushels (63,120 milhões de toneladas) para 1.772 bilhões de bushels (45 milhões de toneladas).

Mercado Interno

Já no mercado interno, os preços do milho disponível permaneceram sem movimentações em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, a única praça que apresentou valorização foi Não Me Toque/RS (1,72% e preço de R$ 29,50).

As desvalorizações apareceram em Jataí/GO e Rio Verde/GO (1,85% e preço de R$ 26,50), São Gabriel do Oeste/MS (1,79% e preço de R$ 27,50) e Campinas/SP (2,49% e preço de R$ 38,42).

Para a Radar Investimentos, o mercado físico teve uma ligeira melhora dos volume negociados em meados desta semana. A colheita da safrinha no Paraná e no Mato Grosso ainda está no início, no entanto, houve algum alívio por parte do clima nos Estados Unidos.

Confira como ficaram as cotações nesta quinta-feira:

>> MILHO

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário