Mercado do milho encerra sessão desta 5ª feira com fortes desvalorizações em Chicago

Publicado em 18/07/2019 16:43 e atualizado em 19/07/2019 09:19
495 exibições

LOGO nalogo

Os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) finalizaram a sessão desta quinta-feira (18) com desvalorizações. Os principais vencimentos da commodity encerraram com fortes quedas entre 11,50 a 11,75 pontos, sendo que o contrato setembro/19 terminou cotado a US$ 4,24 por bushel, enquanto, o dezembro/19 trabalhava com US$ 4,29 por bushel.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, os preços do milho continuaram a desvalorizar nesta na quinta-feira, depois que as previsões indicam um clima mais frio na próxima semana. Apesar disso, boa parte do Corn Belt está enfrentando um calor excessivo durante o restante desta semana.

“Os mercados de grãos já estão focados nas previsões do tempo da semana que vem, que devem ficar significativamente mais frias no Cinturão do Milho. Com isso, fez com que as cotações do milho tivessem uma queda de mais de 2,5% na quinta-feira”, afirma Knorr. 

Mercado Interno

No mercado físico Brasileiro, as praças pesquisadas pelo o Notícias Agrícolas registraram desvalorização pontuais  nas cotações do cereal. Na região de Sorriso/MT, a saca balcão do milho registrou um recuo de 4,35% e terminou o dia cotado a R$ 22,00 a saca, enquanto, a saca disponível terminou o dia cotada a R$ 23,50, com uma queda de 2,08%.  

Em Palma Sola/SC, a saca registrou uma desvalorização de 1,54%, com o milho a R$ 32,00 . No município de Assis/SP, a queda foi de 2,50%, com a saca cotada a R$ 31,20. Em Brasília, o milho encerrou o dia com uma desvalorização de 3,33% e a saca cotada a R$ 29,00. 

Em seu boletim diário, a consultoria Agrifatto divulgou que no mercado interno, compradores, sob necessidade recorrente do cereal, buscam comprar volumes de milho spot com preços baixos, entretanto vendedores estão sem urgência em comercializá-lo, e não cedem à pressão.

Tags:
Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário