Após abrir a sessão desta 3ª feira com altas, mercado futuro do milho trabalha com ligeiras perdas em Chicago

Publicado em 20/08/2019 12:01
185 exibições

LOGO nalogo

Os contratos futuros para o milho estão trabalhando do lado negativo da tabela na sessão desta terça-feira (20) na Bolsa de Chicago (CBOT). Às 11h49 (Horário de Brasília), os principais vencimentos do cereal registravam perdas de 2,00 a 2,25 pontos, sendo que o contrato setembro/19 trabalhava a US$ 3,63 por bushel e o dezembro/19 operava a US$ 3,72por bushel.

Segundo Tony Dreibus, analista da Sussccesful Farming, as cotações da soja e do milho foram maiores no comércio desta madrugada devido as condição de ambas as safras terem  sofrido com quedas semana a semana. “A safra de milho dos EUA foi classificada como 56% boa ou excelente no início da semana, uma queda de 1 p. p. frente a semana anterior”,  afirma Dreibus. 

O relatório também informou que aproximadamente 95% da safra está em estágio de embonecamento,  ante 99% na média dos cinco anos anteriores. Enquanto 55% da safra se encontra na fase de enchimento de grãos, ficando atrás da média de 76%. Cerca de 15% das lavouras americanas estão em fase de milho dentado, metade do ritmo normal para esta época do ano, disse o governo.

B3

Nesta terça-feira, os preços futuros do milho no mercado brasileira (B3) operam com desvalorizações nos principais contratos. Por volta das 11h54 (horário de Brasília), o vencimentos setembro/19 exibia uma queda de 0,60% cotado a R$36,19 a saca. Já o contrato o novembro/19 trabalhava a R$ 37,19/sc com um recuo de 1,09%.

De acordo com o boletim matinal da Radar Investimentos, aos poucos as ofertas de milho de fora do estado começam a ganhar corpo em São Paulo. No mercado paulista, o comprador não tem mostrado muito interesse. Por outro lado, o patamar elevado do dólar sustenta as cotações nos portos.

 

Tags:
Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário