Milho: terça-feira começa com poucas movimentações em Chicago

Publicado em 08/10/2019 09:25 e atualizado em 08/10/2019 12:18
248 exibições
Clima nos EUA e negociações com a China interferem no mercado

LOGO nalogo

A terça-feira (08) começa com os preços internacionais do milho futuro operando próximos da estabilidade, com leves baixas na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam quedas entre 0,50 e 1,00 ponto por volta das 09h11 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,86 com queda de 0,50 pontos, o março/20 valia US$ 3,98 com perda de 0,50 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,04 com baixa de 0,50 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,07 com desvalorização de 1 ponto.

Segundo informações da Successful Farming, os grãos foram pouco alterados no comércio da noite para o dia, enquanto os investidores pesam a guerra comercial com a China contra o clima adverso que poderia reduzir ainda mais o tamanho das culturas dos Estados Unidos.

“Na segunda-feira, o governo Trump impediu as empresas americanas de fazer negócios com 28 empresas chinesas que cometeram violações dos direitos humanos. Enquanto isso, a China está preparada para as negociações fracassarem, de acordo com o South China Morning Post”, diz o analista Tony Dreibus.

Enquanto isso, o clima potencialmente adverso está sustentando os preços das safras. As chuvas nos últimos dias caíram em partes de Minnesota, Iowa e Kansas, o que pode ter retardado a colheita, de acordo com o Commodity Weather Group.

Uma tempestade de inverno que sopra das Montanhas Rochosas está se aproximando das planícies do norte e pode cair vários centímetros de neve na região, e isso provavelmente interromperia a colheita.

Há também o potencial de um congelamento no final da semana em Dakota do Norte, Dakota do Sul, Nebraska, noroeste do Kansas e leste do Colorado que reduziria o curto crescimento de milho em cerca de 10% a 15% da região afetada, disse o CWG em um relatório.

Apenas 15% da safra de milho dos EUA foi colhida a partir de domingo, atrás do ritmo médio de 27%, de acordo com o último relatório divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no final da tarde de segunda-feira.

Relembre como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Preocupações com o clima nos EUA sustentam valorizações do milho na Bolsa de Chicago

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário