Milho: Incerteza sobre tamanho da safra desvaloriza cotações em Chicago

Publicado em 14/10/2019 12:31 e atualizado em 14/10/2019 16:52
193 exibições

LOGO nalogo

A segunda-feira (14) avança com os preços internacionais do milho futuro mais baixos na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam quedas entre 1,50 e 1,75 pontos por volta das 12h20 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,96 com desvalorização de 1,50 pontos, o março/20 valia US$ 4,06 com queda de 1,75 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,11 com perda de 1,50 pontos e o julho/20 tinha valor de US$ 4,15 com baixa de 1,50 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, após atingir picos de dois meses, os preços do milho passam por realização de lucros esperada após o contrato de milho mais ativo ter atingido seu maior ganho em termos de porcentagem desde novembro de 2018. Mesmo assim, as perdas são mantidas sob controle pelas previsões de chuva que retardarão a colheita no Meio-Oeste americano.

De acordo com a Farm Futures, a incerteza sobre o tamanho da safra e a demanda continuam mantendo o milho sem grandes movimentações por enquanto.

“O milho aumentará ou diminuirá com base na extensão dos danos causados ​​pelo clima nesta estação incomum de crescimento, porque a demanda permanece lenta”, comenta o analista sênior de grãos da Farm Futures, Bryce Knorr.

“O clima americano foi muito frio durante o final de semana nas planícies do norte, atingindo pontos específicos da Dakota do Norte, Nebraska, Kansas e Missouri, o que certamente causou perdas nesses pontos, que só serão quantificadas durante a semana provavelmente”, aponta o Diretor Geral do Grupo Labhoro, Gínaldo Sousa.

Confira mais informações sobre o clima nos Estados Unidos:

>> EUA: Frio intenso e neve do final de semana foram piores do que o esperado; veja fotos

B3

Já a bolsa brasileira registrava pequenos ganhos para o milho neste início de semana, com as principais cotações registrando altas entre 0,64% e 0,90% por volta das 12h22 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/19 era cotado à R$ 41,46 com valorização de 0,90%, o janeiro/20 valia R$ 42,57 com alta de 0,64% e o março/20 era negociado por R$ 42,50 com elevação de 0,83%.

A Agrifatto Consultoria divulgou nota informando que os contratos registram novas altas, buscando os máximos valores já registrados para os contratos.

“Além dos contratos futuros, o último indicador do CEPEA também mostrou uma correção positiva na última sexta-feira (11), com fechamento em R$ 40,41/sc (+0,20%). No mercado doméstico, o produtor segue preocupado com a semeadura da soja, o que torna o mercado pouco ofertado com o milho, colaborando para os preços firmes do cereal”.

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário