Milho: indicador segue em patamar recorde

Publicado em 23/03/2020 12:45
422 exibições

 A redução da oferta e o maior interesse comprador seguem sustentando o movimento de alta dos preços do milho no mercado brasileiro. Em Campinas (SP), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa subiu 2,5% entre 13 e 20 de março, fechando a R$ 59,04/saca de 60 kg na sexta-feira, o maior patamar nominal da série do Cepea. Nas demais regiões acompanhadas, os atuais valores são os maiores nominais desde 2016. Segundo pesquisadores do Cepea, as altas nos preços também refletem as incertezas ligadas ao desenvolvimento da safra, à disponibilidade de milho nos próximos meses e ao cenário macroeconômico. Ressalta-se, contudo, que a forte valorização do dólar frente ao Real eleva a competitividade internacional do cereal brasileiro e deve favorecer o movimento de alta dos preços nos próximos meses. 

Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário