Bolsa de Cereais de Buenos Aires eleva produção de milho da Argentina em 2 milhões de toneladas

Publicado em 10/06/2021 19:29 249 exibições

LOGO nalogo

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires divulgou seu boletim semanal de acompanhamento das lavouras da Argentina nesta quinta-feira (10). Na visão da entidade, a produção nacional de milho deve ser de 48 milhões de toneladas, um acréscimo de 2 milhões ante a última projeção.

“À medida que as colheitadeiras avançam em relação aos quadros tardios, os rendimentos colhidos excedem as expectativas iniciais. Particularmente, na província de Córdoba, as safras se encontram acima das registradas nos planos anteriores”, aponta a Bolsa.

A atual perspectiva ficaria abaixo do que foi registrado na safra anterior 2019/20, mas ainda acima da média contabilizada para o período de 2015 a 2020, que é de 42,15 milhões de toneladas.

Olhando para o avanço da colheita, a publicação indica que 37,8% das lavouras de milho já foram colhidas no país, contra 61% da safra passada neste mesmo período e 45% da média dos últimos cinco anos.

A análise dos técnicos da Bolsa aponta ainda que 41% das lavouras ainda em campo foram avaliadas como boas ou excelentes, 39% como normais e 20% como regulares ou ruins. Já na condição hídrica, 77% foram avaliadas com adequadas ou ótimas e 23% como regulares ou secas.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário