Milho: segunda-feira começa com estabilidade na B3 e na CBOT

Publicado em 29/11/2021 09:22 899 exibições
Futuros do cereal registram pequenas elevações, mas têm flutuações restritas

Logotipo Notícias Agrícolas

A segunda-feira (29) começa com os preços futuros do milho buscando pequenas movimentações positivas na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações operavam entre R$ 83,00 e R$ 89,00 por volta das 09h21 (horário de Brasília).

O vencimento janeiro/22 era cotado à R$ 89,22 com ganho de 0,36%, o março/22 valia R$ 89,30 com elevação de 0,34%, o maio/22 era negociado por R$ 85,90 com alta de 0,59% e o julho/22 tinha valor de R$ 83,20 com valorização de 1,33%.

“Internamente o milho já vem parado, quase sem compradores e não tem muito como mudar. É um período que já vai para uma acomodação bem típica de final do ano do milho”, pontua o analista de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abriu os trabalhos deste primeiro dia de semana tentando se manter levemente mais alta para os preços internacionais do milho futuro por volta das 09h08 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/21 era cotado à US$ 5,86 com queda de 0,50 pontos, o março/22 valia US$ 5,92 com alta de 0,50 pontos, o maio/22 era negociado por US$ 5,95 com elevação de 0,25 pontos e o julho/22 tinha valor de US$ 5,96 com ganho de 0,25 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, os futuros do cereal em Chicago ainda respondem aos bons números de exportação dos Estados Unidos divulgados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que superaram as expectativas, com 1,429 milhão de toneladas vendidas, principalmente para o México e Canadá, um aumento de 58% em relação à semana anterior.

Porém, os investidores se preparam para algumas semanas de volatilidade sobre se a variante do Coronavírus Omicron realmente atrapalharia as recuperações econômicas e os planos de aperto de alguns bancos centrais.

Relembre como fechou o mercado na última sexta-feira:

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário