Brasil começa janeiro importando menos milho do que em 2021, mas pagando mais por cada tonelada

Publicado em 10/01/2022 15:17 137 exibições
Média diária de desembarques caiu 45% com relação à janeiro do ano passado, mas tonelada do cereal se valorizou 37% em 1 ano

Logotipo Notícias Agrícolas

O Brasil deu a largada em 2022 importando 37.830 toneladas de milho não moído, exceto milho doce, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, por meio da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). 

Isso significa que, ao longo dos 5 primeiros dias úteis do mês, o país recebeu apenas 13% a mais do que foi registrado em janeiro de 2021 (277.436,2 toneladas). Sendo assim, a média diária de importação ficou em 7.566 toneladas contra 13.871,8 do mesmo mês do ano passado, redução de 45,46%. 

O primeiro mês de 2022 também representou queda nos valores médios diários gastos que saíram de US$ 2,317 milhões em 2020 para US$ 1,739 milhão neste janeiro, baixa de 24,94%.

Por outro lado, os preços dispensados por tonelada importada, subiram 37,61% saindo de US$ 167,00 para US$ 229,90.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário