Demanda ativa e redução de safra sustentam milho na B3 nesta 5ªfeira

Publicado em 13/01/2022 11:50 193 exibições
Futuros em Chicago permanecem recuando

Logotipo Notícias Agrícolas

A Bolsa Brasileira (B3) segue se mantendo próxima da estabilidade para os preços futuros do milho nesta quinta-feira (13). As principais cotações permanecem flutuando na faixa entre R$ 89,00 e R$ 98,00 por volta das 11h49 (horário de Brasília).

O vencimento janeiro/22 era cotado à R$ 95,67 com queda de 0,14%, o março/22 valia R$ 98,19 com alta de 0,04%, o maio/22 era negociado por R$ 94,05 com elevação de 0,16% e o julho/22 tinha valor de R$ 89,00 com baixa de 0,56%.

De acordo com a análise da Agrifatto Consultoria, “os preços nos mercados físico e futuro do milho segue em valorização com a demanda ativa diante da redução de safra. Em Campinas/SP a saca do grão avança para R$ 96,00/sc”.

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro ainda ficam no campo negativo na Bolsa de Chicago (CBOT) após as divulgações dos relatórios do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) na tarde de ontem.

Por volta das 11h32 (horário de Brasília), o vencimento março/22 era cotado à US$ 5,91 com desvalorização de 7,75 pontos, o maio/22 valia US$ 5,93 com queda de 7,75 pontos, o julho/22 era negociado por US$ 5,90 com baixa de 7,25 pontos e o setembro/22 tinha valor de US$ 5,67 com perda de 3,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os contratos futuros de milho da safra velha caíram durante a noite devido ao alívio das chuvas na Argentina. Os futuros de novas safras receberam alguma sustentação nos cortes do USDA para a produção de milho brasileira e argentina nos relatórios WASDE de ontem.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário