Guerra na Ucrânia segue sustentando preços altos para o milho em Chicago

Publicado em 11/04/2022 11:56
B3 perdeu força e passou a cair nesta 2ªfeira

Logotipo Notícias Agrícolas

Os preços futuros do milho perderam força na Bolsa Brasileira (B3) e passaram a recuar nesta segunda-feira (11). As principais cotações flutuavam na faixa entre R$ 86,00 e R$ 88,00 por volta das 11h54 (horário de Brasília).

O vencimento maio/22 era cotado à R$ 86,77 com queda de 0,49%, o julho/22 valia R$ 86,69 com perda de 0,42%, o setembro/22 era negociado por R$ 86,70 com baixa de 0,30% e o novembro/22 tinha valor de R$ 88,44 com alta de 0,09%.

Mercado Externo

Já a Bolsa de Chicago (CBOT) se manteve positiva para os preços internacionais do milho futuro nesta segunda-feira por volta das 11h44 (horário de Brasília).

O vencimento maio/22 era cotado à US$ 7,70 com ganho de 1,50 pontos, o julho/22 valia US$ 7,63 com elevação de 2,50 pontos, o setembro/22 era negociado por US$ 7,31 com alta de 3,75 pontos e o dezembro/22 tinha valor de US$ 7,20 com valorização de 4,00 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os preços do milho continuaram sua alta esta manhã, subindo devido às preocupações contínuas sobre a capacidade de exportação ucraniana em meio à guerra em curso na região.

“O trigo e o milho estão novamente sendo apoiados hoje pela preocupação com a continuação da guerra na Ucrânia, sem sinais reais de que um acordo pacífico possa ser encontrado em breve, o que poderia trazer um rápido reinício das exportações de trigo e milho da Ucrânia. Os mercados estão novamente adicionando um prêmio de risco de guerra hoje”, disse Matt Ammermann, gerente de risco de commodities StoneX.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário