B3 segue registrando recuos para o milho nesta 4ªfeira

Publicado em 29/06/2022 11:54
Chicago pesa preços da energia e expectativa para o USDA e fica em campo misto

Logotipo Notícias Agrícolas

Os preços futuros do milho seguem operando no campo negativo da Bolsa Brasileira (B3) ao longo desta quarta-feira (29). As principais cotações recuavam por volta de 1% e flutuavam na faixa entre R$ 84,00 e R$ 93,00 por volta das 11h49 (horário de Brasília). 

O vencimento julho/22 era cotado à R$ 84,75 com desvalorização de 1,63%, o setembro/22 valia R$ 87,44 com queda de 1,05%, o novembro/22 era negociado por R$ 90,19 com perda de 1,05% e o janeiro/23 tinha valor de R$ 93,01 com baixa de 0,79%. 

Mercado Externo 

Já na Bolsa de Chicago (CBOT), os preços internacionais do milho futuro perderam força nesta quarta-feira e passaram a operar em campo misto, com a primeira cotação avançando e as demais recuando por volta das 11h41 (horário de Brasília). 

O vencimento julho/22 era cotado à US$ 7,66 com elevação de 6,50 pontos, o setembro/22 valia US$ 6,65 com queda de 4,75 pontos, o dezembro/22 era negociado por US$ 6,53 com baixa de 5,75 pontos e o março/23 tinha valor de US$ 6,59 com perda de 5,75 pontos. 

Segundo informações do site internacional Farm Futures, os preços mais altos no complexo de energia ajudaram a elevar os preços do milho nesta manhã, mas os ganhos foram limitados, já que os observadores do mercado esperam que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) aumente a área plantada de milho nos relatórios de amanhã, 30 de junho, e estoques trimestrais de grãos.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário