Milho: apoio à comercialização pode superar 11 milhões t em 2010

Publicado em 11/03/2010 17:54 471 exibições

O Ministério da Agricultura vai iniciar em abril as operações<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

de apoio à comercialização da safra de milho, acelerando o ritmo pela pressão

da safrinha, com ênfase para os leilões de PEP no Centro-Oeste e AGF pontuais no

Paraná e até em Santa Catarina. As informações são do coordenador geral de

Cereais e das culturas anuais do Departamento de Abastecimento Agropecuário do

Mapa, Sílvio Farnese, no intervalo da reunião da Câmara Setorial de Milho e

Sorgo, no ministério. Segundo ele em 2009 foi feita sustentação para cerca de 10

milhões de toneladas e neste ano poderá superar as 11 milhões de toneladas

chegando até a 15 milhões de t em uma situação extrema.

    O ministro da Agricultura e Pecuária, Reinhold Stephanes, disse que espera

uma solução para o problema da paralisação dos leilões até a próxima

segunda-feira, adiantando que também será buscada otimização na armazenagem e

feitas remoções. Mas Farnese lembrou que não tem como remover o produto porque a

armazenagem está praticamente esgotada. O ministro descartou a redução do preço

mínimo do produto, afirmando que "se reduzíssimos o preço mínimo seria uma

irresponsabilidade".

    Na avaliação do ministro os estoques de milho não são tão altos, pois são

suficientes para abastecer o mercado por cerca de 90 dias apenas. Pelos números

da Conab das 5,3 milhões de toneladas dos estoque públicos do produto 2,9

milhões estão em Mato Grosso, 877,1 mil t em Goiás e 662,6 mil t no Mato Grosso

do Sul.

Tags:
Fonte:
Safras & Mercado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário