Produção de milho deve crescer 122% na região de Campos Gerais

Publicado em 28/05/2010 07:46 276 exibições
Produtores dos Campos Gerais diminuíram a área cultivada do milho safrinha, mas produtividade deve chegar a 5 mil quilos por hectare, ficando acima do ciclo anterior.

A produção de milho safrinha na região dos Campos Gerais deve aumentar 122%, passando de 54 mil toneladas para 120 mil toneladas neste ciclo. Os dados são do Departamento de Economia Rural (Deral), do núcleo regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento em Ponta Grossa. Já a área cultivada passou de 15 mil hectares para 24 mil hectares.

O engenheiro agrônomo do Deral, José Roberto Tosato, a expectativa é que o rendimento médio do milho safrinha chegue a 5 mil quilos por hectare em função das condições climáticas. "O milho safrinha teve boa germinação, houve um período bom de chuvas, porém faltou sol", diz. Apesar disso, o rendimento médio esperado para este ciclo deve superar o anterior que foi de 3,6 mil quilos por hectare em função do período de estiagem nos meses de março e abril do ano passado.

Segundo Tosato, o rendimento médio deve ficar acima do ano passado, já que grandes produtores estão envolvidos no cultivo do milho safrinha. A colheita já iniciou em cidades como Ventania, em Tibagi, entre outras. A estimativa é que em torno de 20% da área cultivada já está colhida. As chuvas registradas nos últimos dias, no entanto, atrapalham a colheita mantendo a umidade elevada. "Somente saberemos se houve prejuízos após a colheita", diz.

De acordo com o Deral, o aumento na área cultivada de milho safrinha é resultante da falta de opções por parte do produtor, já que o preço do feijão, por exemplo, não era atrativo. "O milho safrinha demanda menos cuidado do que o feijão e muitos produtores aproveitaram o adubo restante do fumo para plantar o milho safrinha", explica.

A colheita na região dos Campos Gerais deve se intensificar até o dia 15 de julho, já que 80% são pequenos produtores e a colheita é manual. O grão é utilizado para a alimentação de animais ou para venda.

Tags:
Fonte:
Jornal da Manhã

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário