Milho e algodão têm queda na produtividade no Estado

Publicado em 19/07/2010 10:56 369 exibições
Produtores de milho e algodão em Mato Grosso contabilizam queda de produtividade na safra 2009/2010 que ainda está em processo de colheita. Os últimos dados levantados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apontam que a produtividade do algodão apresentou queda de 25% na área já colhida em relação à temporada anterior. O mesmo vem ocorrendo com a produção do milho, cuja produtividade registrou queda 19% (conforme dados de final de junho) variando entre 55 e 80 sacas por hectare colhido.

A analista do Imea, Maria Amélia Tirloni, explica que a falta de chuva no período de maturação das lavouras é a principal responsável pela redução de produtividade. Ela ressalta que os indicadores negativos devem ser maiores até o fim da safra.

O Imea ainda mostra que a colheita de algodão atingiu 28,7% da área plantada no Estado, sendo 5,4 pontos percentuais inferior em relação ao desempenho da temporada 08/09 que nesse mesmo período alcançava 34%.

A região Médio-Norte, onde mais se concentra o plantio da 2ª safra de algodão, já registra 30% de sua área colhida. A colheita mais adiantada é observada na região Oeste (32,1%), cuja redução de produtividade alcança 18%.

O diretor da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), Alexandre De Marco, analisa que a queda de produtividade deve influenciar no preço do produto no mercado doméstico. "A falta de algodão pressiona os preços".

Conforme os indicadores mais recentes divulgados pelo Imea, a arroba da pluma do algodão disponível varia de R$ 51,70 a R$ 52,80 dependendo do município mato-grossense em que é vendido. O representante do setor acredita que os preços devem aumentar até o final da colheita.

A produção do algodão é a única cultura no Estado que vem apresentando valorização no preço final. Ao contrário desse desempenho, os produtores de milho buscam alternativas para alcançar o preço mínimo de R$ 13,98 a saca de 60 quilos.

No levantamento da última quinta-feira (15) o Imea indicou que em Canarana a cotação do milho disponível se aproxima do preço mínimo, chegando a R$ 11 para compra e R$ 12 para venda. No entanto, em Sorriso é possível observar o menor preço de mercado, R$ 6 para compra e R$ 9 para venda.

Em relação à colheita de milho segunda safra em Mato Grosso, esta permanece em estágio avançado, atingindo 80% de área colhida contra 66% da semana anterior e 44,5% do mesmo período de 2009.

Nesse caso, a região de maior representatividade na produção estadual, a Médio-Norte, está com 86,8% da área colhida contra 72% da semana passada. Nas regiões com áreas menores, Nordeste e Norte, a colheita já se aproxima do fim com 92,7% e 98%.

Tags:
Fonte:
A Gazeta

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário