Chuvas beneficiam lavouras de trigo e milho na Argentina

Publicado em 28/09/2010 08:06
401 exibições
As chuvas registradas na semana passada nas principais regiões produtoras de trigo da Argentina favoreceram o desenvolvimento da atual safra (2010/11), informou ontem o Ministério da Agricultura do país. Com isso, mostrou levantamento realizado pelo governo, a maior parte das lavouras apresenta boas condições.

A Argentina é um dos maiores exportadores mundiais do cereal. É o principal fornecedor externo do Brasil, que é um dos grandes importadores. Na atual temporada, cujo plantio já foi concluída, a área plantada alcançou 4,2 milhões de hectares e a colheita deverá ficar entre 10 milhões e 11,2 milhões de toneladas, conforme o ministério.

Na Província de Buenos Aires, responsável por cerca da metade da produção argentina, as chuvas e a elevação das temperaturas melhoraram as condições das plantações. "O trigo na região de Pergamino [norte de Buenos Aires] apresentam um bom aspecto, ainda que com pouca altura, já que durante o inverno houve pouco crescimento", diz comunicado oficial.

Ainda conforme o Ministério da Agricultura, a semeadura de milho da safra 2010/11 também foi favorecida em diversas regiões pela boa umidade dos solos e "avançou favoravelmente", mas houve áreas nas quais as chuvas resultaram em atrasos do plantio.

"Na região de Rafaela [centro da Província de Santa Fé, uma das grandes produtoras de milho da Argentina], o plantio prosseguiu nas áreas que estão com umidade superficial", disse o governo. A Argentina é o segundo maior país exportador de milho do mundo. De acordo com o ministro da Agricultura argentino, Julián Domínguez, a colheita desta safra de verão deverá atingir cerca de 26 milhões de toneladas.

Até o fim da semana passada, os produtores argentinos plantaram 12% da área estimada para o verão (3,8 milhões de hectares), 7 pontos percentuais a mais que na mesma época de 2009, quando estava sendo semeada a safra 2009/10.
Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário