Plantio do milho safrinha avança no MT

Publicado em 17/03/2011 07:40 784 exibições
De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), a colheita da soja atingiu metade da área plantada no estado em 2010/2011.

Os trabalhos seguem atrasados em relação à temporada passada, quando neste momento 77% da área plantada de soja havia sido colhida no estado.

O atraso na colheita da soja refletiu no plantio do milho de segunda safra ou safrinha, mas os trabalhos avançaram na última semana.

O IMEA estima que 91,3% dos 1,8 milhão de hectares previstos para o milho safrinha nesta temporada no Mato Grosso foram semeados. Em igual período do ano passado o plantio estava praticamente concluído (99,1%).

A expectativa para 2011 é de manutenção na área plantada e na produção de milho safrinha em relação a 2009/2010. A alta de preço do grão animou muitos produtores, apesar do risco em função dos atrasos aumentar a cada dia.

Mato Grosso: 91,3% da área destinada para milho já foi plantada

Já estamos na metade da terceira semana de março e as plantadeiras de milho ainda tem muita atividade pelo interior de Mato Grosso, principalmente sob o solo úmido do Oeste onde as chuvas não sessam. Nesta região, o avanço figurou 30,1 pontos percentuais em relação à semana retrasada, alcançando 81,9% da área com intenção de plantio de acordo com o último boletim divulgado pelo IMEA.

No Mato Grosso como um todo, este percentual é de 91,3% do 1,8 milhão de hectares que serão plantados no Estado, restando, portanto, apenas 156 mil hectares aos quais incorrem elevados riscos que se ampliam dia a dia.

Para Glauber Silveira, diretor da Aprosoja, em entrevista ao ExpressoMT, o produtor de milho deve arriscar, pois acreditam que a chuva deva se estender por mais alguns dias e a área destinada par ao plantio não deve diminuir como havia sido cogitado há alguns meses. “A impressão que eu tenho é que o produtor que já havia comprado à semente deve arriscar um pouco mais nessa safra, até porque eles acreditam que o período de chuva vai se alongar. Eu não vi ninguém falar até agora em diminuição de área a ser plantada. Acredito que se diminuir será muito pouco, no entanto, semear nesse período o risco de prejuizos é maior”.

Assim, parece que a semeadura de milho no Estado está chegando ao fim e o pouco de área destinada para o plantio do milho que falta, fica na dúvida se será ou não plantada.

Tags:
Fonte:
Pantanal News + Expresso MT

0 comentário