Milho: Produtor optou por comercialização antecipada

Publicado em 30/08/2011 16:48 405 exibições
Levantamento realizado no mês de agosto pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) indica que 86,2% da safra 2010/11 de milho em Mato Grosso já está nas mãos do consumidor final. Nesta última semana, a comercialização da commodity saltou de 66,3% no levantamento de julho, para os atuais 86,2%, uma evolução de 19,9 pontos percentuais no mês.

Esse ritmo acelerado de comercialização já era esperado após a definição da produção do agricultor, que mantém o interesse nos patamares atuais do milho. No ano passado, no mesmo período, o índice de comercialização foi superior, alcançando 32,6 pontos percentuais.

Ao contrário da safra passada, o produtor conseguiu diluir as vendas do cereal ao longo da safra este ano. De acordo com dados do IMEA, quando iniciou o período de colheita, no mês de junho, mais de 60% da produção já estava comercializada.

O diretor financeiro da Aprosoja e produtor de milho em Sorriso, Nelson Piccoli, destaca que isso possibilitou ao agricultor manter-se numa situação mais confortável durante a ‘boca de safra’, que é quando o volume de milho aumenta e os preços tendem a cair.

“Nos últimos anos o produtor tem se profissionalizado dentro da atividade, gerenciando melhor os seus custos e tendo mais segurança na hora da tomada de decisão de qual o melhor momento para comercializar a produção. O resultado é uma garantia de rentabilidade e redução da possibilidade de riscos por eventuais oscilações de preços”, afirma Piccoli.

O milho alcançou preços históricos em Mato Grosso na última semana. Em Canarana, região Leste do estado, a saca chegou a ser vendida a R$ 20,70. A produção do cereal no estado para a safra 2010/11 fechou em 6,9 milhões de toneladas, num total de 1,7 milhões de hectares cultivados.

Tags:
Fonte:
Aprosoja

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário