Milho na CBOT pode recuar mais do que estima governo dos EUA, diz economista

Publicado em 18/10/2011 15:24 1268 exibições
Os preços do milho podem ficar mais baixos do que estima o governo dos Estados Unidos. A fraqueza da economia global deverá prejudicar a demanda pelo grão e levar os valores a patamares ainda mais baixos, disse Chad Hart, um economista da Universidade de Iowa, nesta terça-feira.

No ano comercial que se encerra no dia 31 de agosto, o cereal pode chegar a uma média de US$ 6,20 por bushel, disse Hart. No entanto, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), em 12 de outubro, estimou os preços do milho entre US$ 6,20 e US$ 7,20 por bushel.

Já para o ano que começa em 1º de setembro de 2012, o economista da Universidade de Iowa aposta em algo em torno dos US$5,80.

"O quadro de oferta do milho está apertado, mas a macroeconomia está muito fraca", enfatizou Hart, citando ainda o lento crescimento dos Estados Unidos e da China, entre outros países.

"Se a demanda está se desaquecendo, recuando, você não pode manter os preços", finalizou.

Chicago - Nesta terça-feira, os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago fecharam o dia próximos da estabilidade, com tímidas altas nos principais vencimentos e apenas o julho/2012 no vermelho, perdendo cerca de 0,25 ponto.

No entanto, durante toda a sessão regular de hoje, o cereal esteve do lado negativo da tabela, exibindo ligeiros recuos. O principal fator de pressão para os preços continua sendo as incertezas que insistem em rondar o mercado financeiro, provocando um aumento da aversão ao risco, que se não provocam novas baixas, limitando altas mais expressivas.

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Wanderley do Nascimento Costa Sorriso/MT - MT

    Realmente, percebemos que com os péssimos ventos vindos da Europa, devido a crise, a nossa demanda interna por MILHO tem arrefecido-se nos meses de Set e Outubro. Mesmo com fundamentos que implicam em preços elevados, o mercado interno não tem conseguido acompanhar os preços impostos pelo mercado exportador. Aqui na região no começo de Set a saca de 60 kg era negociada de R$ 19 a R$ 20 livres, hoje comprador oferta preços por volta de R$ 17 a R$ 18 livres p/ consumo no mercado interno. Mesmo com a parada dos leilões de venda da CONAB, o comprador não está voltando as compras, conforme era esperado. Por outro lado, devido ao pouco volume disponível no MT, os vendedores ainda resistem em vender no momento de baixa. Faz certo ou errado ? Só o tempo pra dizer...

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    É extremamente discutível a afirmação que os preços do milho devem recuar na CBOT. Dizer que a China tem crescimento lento a 9,1pct, faz parte do ridículo. O governo Chinês luta há 10 anos para ter o crescimento em termos de 7 a 8pct, que seria o mais adequado e somente agora está tendo sucesso. Se vale a minha afirmação é iminente uma nova escalada altista para os preços do milho na CBOT. Quem viver verá...

    0