Agricultores com nome no Cadin terão acesso a crédito

Publicado em 05/09/2013 08:56
418 exibições

O Ministério da Integração Nacional autorizou a retirada, por um período de 12 meses, do nome de produtores do Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público Federal (Cadin). Quase 9 mil trabalhadores rurais com pendências registradas no Cadin serão beneficiados pela medida, publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (30). Desse total, 5 mil seriam  pequenos produtores, que cultivam áreas de cerca de 6 hectares.

A medida, no entanto, só vale para os perímetros irrigados mantidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), ligada ao Ministério da Integração. Trabalhadores assentados após a publicação da portaria estão excluídos da medida. As dívidas dos agricultores são relacionadas e à utilização de infraestrutura de irrigação de uso comum, tarifa conhecida como K1, e à titularidade de lotes.

Agora, os produtores poderão contrair crédito em instituições financeiras e aumentar a produção. O governo espera que os agricultores ampliem a produção em 20 mil hectares e gerem cerca de 20 mil empregos a título de investimento nas plantações.

Hoje, chega a R$ 107 milhões a soma dos débitos dos agricultores com nome no Cadin.

Fonte: Agência Brasil

0 comentário