ONU: Mundo precisará de 70% mais alimentos até 2050

Publicado em 05/12/2013 16:47 925 exibições

De acordo com o ultimo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), o mundo precisará produzir 70% mais alimentos para sustentar uma população de 9,6 bilhões de pessoas até 2050, e deve alcançar essa meta através de melhorias na maneira como as pessoas produzem e consomem. 

O relatório “Recursos Globais: Criando um Futuro Alimentar Sustentável”, indica que aumentar a produtividade de safras e criação de animais em áreas que já possuem atividades agrícolas é necessário para garantir a sustentabilidade.

Mais da metade desse aumento populacional deve ocorrer na África Subsaariana. Nessa região, um quarto da população é malnutrida.

Além disso, os hábitos alimentares estão mudando. No mundo todo, as pessoas devem consumir 23% mais calorias de proteína animal em 2050, em comparação com o que era consumido em 2006. Este aumento é particularmente evidente na Ásia, onde a classe média está aumentando. Esse tipo de alimentos demanda mais recursos para serem produzidos do que as dietas baseadas em plantas. 

Desperdício de alimentos
O relatório informa que, mesmo se eliminássemos todo o desperdício de comida e distribuíssemos toda a produção de alimentos registrada em 2009, o mundo ainda precisaria produzir mais 974 calorias diárias por pessoa, em 2050.

O desperdício de alimentos ficou em evidência em janeiro deste ano, quando um relatório revelou que o mundo joga fora metade de todo o alimento que produz. Andrew Steer, presidente e CEO da World Resources Institute (WRI) informou que “Nas próximos décadas, o mundo irá enfrentar um grande desafio – e oportunidade – no setor de segurança alimentar, desenvolvimento e meio ambiente”.
Produzir alimentos também apresenta desafios ambientais. Atualmente, a produção agrícola ocupa 37% da terra – excluindo a Antártica – e usa em média 70% da água doce tirada de rios, lagos e aquíferos.

Soluções sustentáveis
O relatório indica uma série de soluções possíveis para preencher a lacuna por alimentos reduzindo o consumo excessivo e melhorando a produção. São elas:
- Reduzir a perda e desperdício de alimentos
- Reduzir a demanda excessiva por proteína animal
- Seguir os princípios da “agricultura inteligente”. 

O relatório também recomenda atingir a taxa de fertilidade apenas para a reposição populacional, através do acesso à educação para meninas, redução de mortalidade infantil e acesso à serviços de saúde. 

Ainda assim, a África Subsaariana terá que triplicar sua produção de alimentos até 2050 para alimentar toda sua população. 

O relatório indica que o mundo precisa da agricultura para contribuir com a economia inclusiva e para o desenvolvimento social.  A agricultura emprega, atualmente, mais de 2 bilhões de pessoas – mais de 28% da população mundial.  

Informações: Best Current Affairs e Blue and Green tomorrow  

Tradução: Fernanda Bellei

Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário