Agricultores franceses fecham rodovias em protesto; Irlanda também tem manifestação

Publicado em 27/11/2019 15:02 e atualizado em 27/11/2019 17:46
2340 exibições

LOGO REUTERS

Por Thierry Chiarello e Lucien Libert e Padraic Halpin

PARIS/DUBLIN (Reuters) - Agricultores franceses irritados com políticas do governo que, segundo eles, ameaçam seus mecanismos de subsistência, dirigiram comboios de tratores até Paris nesta quarta-feira, obstruindo o tráfego em vias públicas e ampliando a agitação social enfrentada pelo presidente Emmanuel Macron.

Até mil tratores transitavam de norte a sul da cidade, por vezes bloqueando rodovias e anéis viários, buzinando e agitando bandeiras dos dois principais sindicatos agrícolas do país, que organizaram o protesto.

No centro da cidade, agricultores espalharam feno pela avenida Champs-Élysées e ocuparam as ruas que levam à Praça da Concórdia. A polícia de choque levou os produtores a se dispersarem.

"Macron, nos responda! Salve os agricultores", dizia um cartaz carregado em um trator que circulava pela rodovia A1.

Sindicatos agrícolas exigem um encontro com Macron para expressar queixas a respeito de políticas que, de acordo com eles, estão afetando a agricultura e ameaçando seus meios de subsistência --entre elas, está a eliminação gradual do uso do popular herbicida glifosato.

Uma lei alimentícia aprovada pelo governo Macron, cujo objetivo era conceder aos agricultores uma fatia mais justa de lucros, não foi suficiente para acabar com o descontentamento do setor pelas receitas modestas.

O ministro da Agricultura, Didier Guillaume, defendeu o governo, afirmando que a lei, uma vez que tiver tempo para causar impacto, ajudará os produtores. Ele disse à rádio Europe 1 que moradores da cidade e ambientalistas precisam parar de denegrir os agricultores.

PROTESTOS TAMBÉM NA IRLANDA

Embora os eventos não tenham sido coordenados, a manifestação francesa foi semelhante à ocorrida na Irlanda também nesta quarta-feira, quando agricultores do país bloquearam importantes partes do centro de Dublin com tratores pelo segundo dia consecutivo.

Eles protestam contra os baixos preços da carne bovina no país e contra iniciativas de combate às mudanças climáticas, que alegam atingi-los de maneira injusta.

Advindos de diversas regiões do país, os produtores chegaram a Dublin em tratores na terça-feira e os estacionaram em uma região muito movimentada do centro da cidade, recusando-se a sair até que o ministro da Agricultura os atendesse.

O ministro, Michael Creed, disse ter se reunido com manifestantes na rua e em seu gabinete, e que esperava que isso os levasse a liberar as vias. No entanto, manifestantes afirmaram desejar que Creed se encontre com uma delegação do grupo.

(Reportagem de Thierry Chiarello e Lucien Libert em Paris e Padraic Halpin em Dublin, com reportagem adicional de Gus Trompiz, Sybille de La Hamaide e Matthieu Protard)

Agricultores da Alemanha dobram a aposta e colocam ainda mais máquinas nas ruas da cidade, nesta nova etapa dos protestos contra as políticas agrícolas do governo federal

A pauleira na Alemanha não é brincadeira: os agricultores cercam Berlim em número recorde nesta terça, 26 de novembro. Estima-se que 10000 estão nas ruas com 5000 tratores. Os protestos são contra as políticas do governo federal que atacam em cheio os produtores.

Em outubro de 2019, nós comentamos aqui no Blog do Farmfor, em Mais de 1700 agricultores protestam contra o governo na Alemanha sobre a situação no país. Sem solução, os agricultores escalaram o movimento.

Entre as medidas pretendidas pelo governo que mais enfurecem os agricultores estão a limitação da adubação nitrogenada e a proibição do uso de glifosato em 2023.

Leia mais no site da Farmfor

 

Tractors are now pulling away from St. Stephen’s Green with Garda assistance, as the protest comes to an end pic.twitter.com/4s6KDCc2PP

 

Fonte: Reuters / Twitter

2 comentários

  • EDMILSON JOSE ZABOTT PALOTINA - PR

    Não estaria na hora da CNA , FEDERAÇÕES ESTADUAIS, SINDICATOS RURAIS, agirem em BRASÍLIA contra os desmandos das Assembléias, Congresso, Senado e STF, pelas suas atitudes em relação à prisão em 2a. instância, reforma previdenciária , reforma tributária e a falta de comprometimento com as Políticas Econômicas do Brasil.... Somente um grande movimento, mostrando a força do produtor rural, poderá mudar esta vergonha de parte dos políticos brasileiros.

    9
  • Andre Luis Mariani

    O mercado agrícola francês já é um ovo, e esta besta deste Macron fica querendo dar pitaco ainda, grande ignorancia !

    2