Alimentos e gasolina não têm espaço para subida forte, diz Tendências

Publicado em 16/12/2011 13:49 293 exibições
O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) surpreendeu a Tendências Consultoria ao subir de 0,63% para 0,72% entre a primeira e a segunda medição de dezembro, puxado principalmente pelo grupo alimentação. A alta dos alimentos deve seguir ao longo do mês, mas não tem espaço para avançar com mais força do que a taxa atual, avalia o economista Bruno Brito. O grupo transportes, que também contribuiu para a elevação semanal, não deve ter aceleração expressiva ao longo do mês, segundo o analista.

Cinco das sete classes de despesa componentes do índice tiveram aumento de preços entre a semana anterior e a atual. As principais contribuições partiram dos grupos: alimentação, de alta de 0,94% para aumento de 1,27%, e transportes, de 0,20% para 0,43%. Nestes grupos destacam-se, respectivamente,  carnes bovinas, que foi de 3,95% para 5,10%, e gasolina que passou de 0,16% para 0,72%.

Veja a notícia completa no site do Valor Online

Fonte:
Valor Online

0 comentário