Banco Central altera compulsório e libera até R$ 3 bi em recursos para agricultura

Publicado em 23/01/2012 15:57 951 exibições
O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (23), uma alteração na regra da exigibilidade de recolhimento compulsório sobre os depósitos à vista. A mudança deverá flexibilizar o compulsório para estimular o crédito rural.

Os percentuais do recolhimento obrigatório sobre depósitos a vista, que são de 43% e 45%, não mudam, porém de hoje até junho de 2013, fica permitido que o valor aplicado em algumas modalidades de crédito rural seja deduzido desse recolhimento. Essa medida deverá liberar até R$ 3 bilhões extras em crédito para o custeio da safra.

A decisão anunciada hoje foi tomada pelo Banco Central em conjunto com o Ministério da Fazenda. Segundo informações, seria uma forma de tentar amenizar os efeitos negativos da estiagem no sul e no nordeste do país na forma de mais recursos para a agricultura neste primeiro semestre de 2012.

O governo acredita que essa mudança na regra dos compulsórios deva contribuir direta e positivamente para a safrinha, além da safra de inverno e da safra do nordeste. Além disso, ainda deve inlfuenciar ainda a inflação já que, teoricamente, irá aumentar a capacidade de produção do setor agrícola, que hoje é um dos principais motores da inflação, como noticiou a Agência Estado.

Para o banco, a medida deverá refletir em melhores resultados, pois antes o depósito compulsório deveria ir ser destinado integralmente ao Banco Central, sem remuneração para os recursos. Com a mudança, a maioria das linhas voltadas para essas situações tem juro médio de 6,75% ao ano.

Com informações do Valor Econômico e do G1.

Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário