Exportações brasileiras para árabes crescem no 1º Tri de 2013

Publicado em 26/04/2013 12:48 441 exibições
A Câmara de Comércio Árabe Brasileira divulgou hoje o resultado do balanço relativo aos negócios entre o Brasil e o mundo árabe realizados no primeiro trimestre deste ano. A corrente comercial demonstrou evolução de 11%, atingindo um total de quase US$ 6 bilhões. As exportações brasileiras também cresceram de modo significativo, aumentando 4% em relação ao mesmo período de 2012, alcançando o montante de aproximadamente US$ 3,5 bilhões.

O resultado foi puxado, especialmente, pela exportação de alimentos, responsável por 75% do total comercializado, chegando a uma soma de mais de US$ 2,5 bilhões. O destaque é para a exportação de carnes, que representou quase 30% da pauta, crescendo cerca de 5% e representando um total de aproximadamente US$ 1 bilhão. Dividindo o topo do ranking, açúcares e produtos comestíveis tiveram participação relevante de também aproximadamente 30%.

Já a exportação de cereais cresceu mais de 35%. Outro destaque foi o comércio de animais vivos, que também aumentou quase 35%. A Arábia Saudita mantém a posição de maior destino para produtos brasileiros (22% do total), seguida de perto pelos Emirados Árabes (18%). Em ordem de participação, em seguida, vêm Egito, Omã, Argélia e Marrocos.

A corrente comercial entre o Brasil e os países árabes cresceu mais de seis vezes entre 1989, início da série histórica do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), e 2012. No ano passado, o comércio entre o Brasil e os 22 países representados pela Liga Árabe chegou a quase US$ 26 bilhões. Há 23 anos, foi de US$ 4,1 bilhões.

“Esse aumento foi impulsionado principalmente pela alta nas exportações brasileiras. Mesmo com o crescimento, existe espaço para ampliar os negócios. A atuação da Câmara Árabe é fundamental para dar continuidade a essa relação ascendente e proveitosa para ambos os lados, por meio da realização de missões e organização da participação dos players brasileiros em feiras e outros eventos do setor”, afirmou CEO e diretor-geral da entidade, Michel Alaby.

Fonte:
Câmara de Comércio Árabe-BR

0 comentário