Bovespa dispara e dólar cai 1% nesta 6ª feira com pesquisa Datafolha

Publicado em 18/07/2014 12:48 e atualizado em 18/07/2014 15:18 622 exibições

O resultado da pesquisa Datafolha para a disputa à Presidência da República dita o rumo dos ativos domésticos brasileiros nesta sexta-feira. O levantamento mostra um empate técnico entre a presidente Dilma Rousseff e o tucano Aécio Neves em um eventual segundo turno. A possibilidade de uma vitória da oposição no pleito de outubro provoca alta da bolsa, queda do dólar e redução dos prêmios de risco embutidos nos contratos futuros de Depósitos Interfinanceiros (DIs) na BM&F. 

Contribui para esse movimento o clima mais calmo no exterior, após o agravamento das tensões geopolíticas ontem, quando a queda de um avião com quase 300 pessoas a bordo no leste da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia. As bolsas americanas se recuperam.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômcio.

Pesquisa Datafolha aponta recuo de Dilma e puxa Ibovespa

A divulgação da pesquisa Datafolha de intenção de votos à Presidência da República não apenas puxa o Ibovespa para cima, mas também o volume financeiro do mercado hoje. O índice subia 2,80% às 11h50, cotado em 57.197 pontos. E o giro financeiro mostra a força dessas compras: R$ 3,3 bilhões. Nos pregões de julho, a movimentação não chegava a ultrapassar R$ 2 bilhões no mesmo horário.

Petrobras é destaque de altas e de volume. A ação PN subia 4,19% e a ON ganhava 4,73%. Juntas, movimentavam R$ 890 milhões, ou quase 28% do total. CSN lidera os ganhos do índice, após anúncio de recompra de ações, e sobe 9,26%. Outros papéis em destaque são MRV ON (5,83%), BM&FBovespa (5,32%), Bradesco ON (4,83%), Bradesco PN (4,45%) e Banco do Brasil (4,10%). O setor financeiro, rebaixado pelo Morgan Stanley nesta semana, recuou, e hoje passa por correção.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

Dilma tem 36%, Aécio, 20%, e Campos, 8%, diz pesquisa Datafolha

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (17) mostra Dilma Rousseff (PT) com 36% das intenções de voto para presidente, seguida de Aécio Neves (PSDB), com 20%, e Eduardo Campos (PSB), com 8%. No levantamento anterior do Datafolha, realizado nos últimos dias 1º e 2, Dilma tinha 38%, Aécio, 20%, e Eduardo Campos, 9%.

Somados, os adversários de Dilma acumulam 36%, mesmo percentual da presidente, que tenta a reeleição. Um candidato vence a eleição no primeiro turno se consegue mais votos que a soma de todos os rivais.

Leia a notícia na íntegra no site do G1

Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário