Morre o candidato Eduardo Campos em acidente aéreo no litoral paulista

Publicado em 13/08/2014 12:37 e atualizado em 13/08/2014 16:13 3230 exibições

Eduardo Campos

O presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE ) morreu na manhã desta quarta-feira após sofrer um acidente aéreo em Santos. A campanha do candidato ficou apreensiva com a perda de contato com o jato em que estava o político, que iria para um compromisso em evento na cidade de Santos chamado SantosExport. A aeronave em que viajava do Rio para Guarujá perdeu contato com controle aéreo. Nenhuma confirmação oficial até agora, mas campanha do candidato teme que avião acidentado em Santos seja sua aeronave. Assessores, amigos e correligionários não conseguem fazer contato com candidato. Seu avião não chegou ao destino. Governo de Pernambuco também não tem contato com candidato. O avião, um Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, deixou o aeroporto do Santos Dumont às 9h20m com destino a Santos. Carlos Siqueira, primeiro secretário do PSB, disse que Campos estava a bordo do avião que caiu. 

O ex-deputado Walter Feldman, que está ao lado de Marina Silva em São Paulo, disse logo depois do acidente ter conversado com o deputado Márcio França, que recepcionaria Campos em Santos. França confirmou para o aliado que a aeronave que caiu tinha o prefixo da alugada pela campanha de Campos:

- Márcio França ligou e disse ter confirmado que o prefixo do avião é o mesmo de Campos. Mas temos que aguardar _ explicou o ex-deputado.

Leia a notícia na íntegra no site do Globo.

Imprensa internacional repercute morte de Eduardo Campos

Veículos internacionais de imprensa repercutem nesta quarta-feira (13) a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, após o jato em que estava cair em cima de uma casa em Santos, no litoral de São Paulo.

"The Guardian"
O site do britânico "The Guardian" diz que as eleições brasileiras são jogadas na incerteza com a morte de Eduardo Campos, em texto assinado por seu correspondente no Rio de Janeiro. "As mortes desencadearam uma onda de lamanteção no país, que deve ser seguida de especulação sobre o efeito nas eleições presidenciais de 5 de outubro."

Confira a notícia na íntegra no site do G1

Mulher e filho de Eduardo Campos NÃO estavam no vôo

Da Carta Capital

O candidato à Presidência pelo PSB Eduardo Campos morreu na manhã desta quarta-feira, 13, quando a aeronave em que viajava caiu na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, por volta das 10 horas da manhã.

Fontes do partido confirmaram a morte a CartaCapital. Segundo a aeronáutica, outras seis pessoas que estavam no avião também morreram, sendo cinco passageiros e dois tripulantes.

(...)

A mulher e os filhos do candidato estão na casa da família no Recife, e não o acompanhavam. A vice de Eduardo Campos, Marina Silva, não estava no avião, pois passaria o dia gravando em São Paulo. Ela estaria seguindo para a cidade, assim como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Leia a notícia na íntegra no site da Carta Capital

Veja a repercussão AO VIVO da morte de Eduardo Campos pelo site da Globo News:

>> Candidato à presidência Eduardo Campos morre em acidente aéreo

Marina Silva embarcaria no avião em que estava Campos

Da Folha de S. Paulo

A ex-senadora Marina Silva, candidata a vice-presidente na chapa de Eduardo Campos, estava ontem no Rio de Janeiro e embarcaria hoje no avião que caiu ao tentar pousar no Guarujá. Campos estava na aeronave.

Na última hora, Marina mudou a rota e decidiu embarcar em um avião de carreira com assessores. Ela está agora em sua casa, em São Paulo, reunida com políticos da Rede e pessoas próximas.

Leia a notícia na íntegra no site da Folha de S. Paulo.

No G1: Veja a lista de mortos no acidente de avião que matou Eduardo Campos

Jato caiu sobre casas em Santos (SP) com sete pessoas a bordo. Presidenciável do PSB tinha viajado para cumprir agenda de campanha.

Eduardo Campos, candidado à presidência

Alexandre da Silva, fotógrafo

Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor

Geraldo da Cunha, piloto

Marcos Martins, piloto

Pedro Valadares Neto

Marcelo Lira

Dilma cancela atividades de campanha em função da morte de Campos

No Valor Econômico

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, determinou ao seu comitê de campanha o cancelamento de todas as atividades eleitorais pelo país nesta quarta-feira em função da notícia da morte de Eduardo Campos (PSB). 

O Palácio do Planalto evitou se manifestar em um primeiro momento sobre a informação da morte de Eduardo Campos. A presidente Dilma está no Palácio da Alvorada, residência oficial, acompanhada do ministro -chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

No G1: Dilma fará pronunciamento ainda hoje

O Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff vai se pronunciar ainda hoje sobre a morte de Eduardo Campos.

Aécio Neves cancela agenda no RN após acidente de avião de Campos

Do G1 RN

O candidato a Presidência da República Aécio Neves (PSDB) cancelou a agenda que teria no Rio Grande do Norte nesta quarta-feira (13) após tomar conhecimento da queda do avião em que estava o presidenciável Eduardo Campos (PSB). O jatinho caiu em Santos no início da tarde desta quarta e Eduardo Campos morreu. "Estou absolutamente perplexo com a notícia do acidente com o voo de Eduardo Campos e estou cancelando todas as agendas", disse Aécio Neves ao desembarcar em Natal por volta das 12h30.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 RN.

História Política

Eduardo Campos foi uma das maiores relevações do cenário político brasileiro nos últimos anos

Da Isto É

A morte de Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência da República pelo PSB, nesta quarta-feira (13), em um acidente aéreo na cidade de Santos (SP), encerra uma das trajetórias políticas mais destacadas do Brasil nos últimos anos.

O termo “divisor de águas” define com precisão o que aconteceu no cenário político em 6 de outubro de 2013. Sem conseguir oficializar a criação do Rede Sustentabilidade, a ex-senadora Marina Silva abriu mão da candidatura à presidência, rejeitou o cortejo de legendas de aluguel e anunciou, para a surpresa de todos, apoio ao projeto do PSB de Eduardo Campos.

Mais do que uma virada de mesa no jogo eleitoral de 2014, o lance marcou a estreia de Campos na disputa presidencial e revelou características pouco conhecidas do pernambucano. Tido como um gestor eficiente, de temperamento sereno e conciliador, Campos mostrou que também podia ser um articulador extremamente eficaz, capaz de antever cenários tão imprevisíveis como a aliança com Marina, tomar decisões sob pressão e fazer política, conforme ele gosta de alardear, “acima de interesses eleitorais”.

Leia a notícia na íntegra no site da Isto É.

Eduardo Campos morreu no mesmo dia do avô Miguel Arraes

Do G1 PE

O candidato a presidente do PSB, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) após a queda do jato particular em que viajava em um bairro residencial em Santos, no litoral paulista. Campos tinha 49 anos e morreu no mesmo dia que seu avô, Miguel Arraes, que também foi governador de Pernambuco. Arraes morreu de infecção generalizada em 13 de agosto de 2005.

Miguel Arraes de Alencar, de 88 anos, nasceu em Araripe, no Ceará. Filho de pequenos agricultores, estudou direito no Rio de Janeiro, mas concluiu o curso no Recife. Começou a carreira política em 1947, como secretário da Fazenda de Pernambuco. Três anos depois, foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Democrático.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 PE.

Campos era político de princípio e valores, diz Temer

Do UOL

A morte do candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) após a queda de um avião em Santos (SP) na manhã desta quarta-feira (13) gerou inúmeras manifestações de pesar de figuras políticas. Alguns candidatos, como o presidenciável Aécio Neves (PSDB), anunciaram o cancelamento de suas agendas no dia.

Leia a notícia na íntegra no site do UOL

Eduardo Campos morre em acidente aéreo

Da Veja

O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB), de 49 anos, morreu em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos demais tripulantes.

A candidata a vice na chapa, Marina Silva, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), seguiram para Santos. 

O jato PR-AFA (prefixo PR-AFA) decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP). Quando a aeronave se preparava para o pouso, arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave. A Aeronáutica já iniciou as investigações sobre as causas do acidente. 

Leia a notícia na íntegra no site da Veja.

Eduardo Campos morre em queda de avião em Santos

Do Terra

Eduardo Campos, candidato à Presidência da República pelo PSB, estava no avião que caiu, na manhã desta quarta-feira em Santos. Segundo relatos do Deputado Federal Julio Delgado (PSB-MG), ele recebeu uma ligação de Marcio França, presidente do PSB de São Paulo, que esperava a chegada de Campos. Segundo relatos de França, todos que estavam na aeronave morreram.

De acordo com a assessoria da Rede, de Marina Silva, vice na chapa de Eduardo, ela não estava a bordo do voo. Segundo o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA,  que decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Aeroporto de Guarujá (SP). 

Eduardo Campos morre em queda de avião em Santos

Do Valor Econômico

O deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG), disse que não há sobreviventes na queda do avião que levava o presidenciável Eduardo Campos (PSB) a Santos (SP) na manhã desta quarta-feira.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

Veja as declarações de políticos sobre a morte de Campos

“De qualquer forma, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e um grave problema para o processo político brasileiro. Todo mundo sabe que o Eduardo Campos é uma pessoa com muita representatividade e uma postura republicana muito respeitável. Então tem duas dimensões, seja qual for o resultado, é uma tragédia humana e uma tragédia política. Minha agenda está cancelada e retorno a Porto Alegre”

Tarso Genro, governo do RS

"Muito triste com o falecimento de Eduardo Campos! Meu profundo sentimento à Renata e filhos"

Marta Suplicy, senadora licenciada

"Confirmação da morte de Eduardo Campos é uma tragédia terrível! Minha solidariedade a família e amigos. Esta eleição se transformou em luto!"

Luciana Genro, candidata à presidência pelo PSOL

"Parece que havia mais de 15 pessoas dentro do avião e não há nenhum sobrevivente. Vamos ver o que vamos fazer para ir para São Paulo. Parece que o Eduardo Campos estava no avião que acabou de cair. A Marina eu não sei. Parece que era a aeronave que estava o Eduardo, e o Márcio [França, deputado] não foi otimista. Uma conversa muito triste, estou atordoado. Parece que perdemos o Eduardo, uma liderança da nossa geração"

Júlio Delgado, deputado 

"No aeroporto de Natal, ao lado de Aécio, estamos surpresos com a noticia da morte de Eduardo Campos. Agenda no RN e PB cancelada."

José Agripino (DEM-RN), senador

"É muito difícil aceitar que perdemos um líder que tem uma trajetória social indiscutível, com políticas para mudar o Brasil. É um impacto enorme para nós, um momento de muito sofrimento. Convivi com Eduardo ao longo desses 20 anos no PSB. Uma perda lamentável!”.

João Capiberibe (PSB-AP), senador

"Em estado de choque com o falecimento de Eduardo Campos. É uma tragédia q deixa o Brasil todo triste com a perda de um grande homem público"

Ricardo Ferraço (PMDB-ES), senador, no Twitter

"Profundamente chocado com a morte do Eduardo Campos"

Aloysio Nunes (PSDB-SP), senador, no Twitter

"Infelizmente, acabei de ser avisado. Foi uma tragédia. O ex-governador Eduardo Campos foi meu colega de governo durante o governo do presidente Lula. Conheci muito a família, a esposa, os filhos. Decidi suspender qualquer outra agenda para que a gente possa ter mais informacões e dar conforto à familia e aos amigos"

Alexandre Padilha (PT), candidato a governador em SP

"Profundamente triste e chocado com a morte do grande líder e candidato a presidente da República pelo PSB Eduardo Campos #LUTO"

Paulo Paim (PT-RS), senador

"Triste c/ a morte do presidenciável Eduardo Campos e assessores. Minha solidariedade aos familiares, amigos e integrantes do PSB/Rede"

Ana Rita (PT-ES), senadora, no Twitter

Eduardo Campos estava em avião que caiu em Santos, diz fonte do PSB

Da Reuters

O candidato à Presidência Eduardo Campos (PSB) estava a bordo do avião que caiu em Santos na manhã desta quarta-feira, disse à Reuters uma fonte do partido.

Segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato, a candidata à vice na chapa do PSB, Marina Silva, não estava na aeronave.

PM de Santos confirma vítimas fatais em acidente com aeronave em Santos

Da Reuters

O acidente com uma aeronave em Santos nesta quarta-feira "com certeza" deixou vítimas fatais, disse à Reuters o coronel Oliveira Cardoso, comandante do 6º Batalhão de Santos da Polícia Militar.

O coronel não quis dar mais informações sobre o número de vítimas nem a identidade delas.

Avião da campanha de Eduardo Campos foi o que caiu em Santos

De O Globo

O jato em que viaja o presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE ) é o mesmo que caiu em Santos na manhã desta quarta-feira. Não há confirmação se o candidato estava a bordo. A campanha do candidato está apreensiva com a perda de contato com o jato em que estava o político. A aeronave em que viajava do Rio para Guarujá perdeu contato com controle aéreo. Nenhuma confirmação oficial até agora, mas campanha do candidato teme que avião acidentado em Santos fosse sua aeronave. Assessores, amigos e correligionários não conseguem fazer contato com candidato. Seu avião não chegou ao destino. Governo de Pernambuco também não tem contato com candidato.

O ex-deputado Walter Feldman, que está ao lado de Marina Silva em São Paulo, disse há pouco ter conversado com o deputado Márcio França, que recepcionaria Campos em Santos. França confirmou para o aliado que a aeronave que caiu tinha o prefixo da alugada pela campanha de Campos:
_ Márcio França ligou e disse ter confirmado que o prefixo do avião é o mesmo de Campos. Mas temos que aguardar _ explicou o ex-deputado.
Aliados de Marina Silva estão apreensivos porque a companhia aérea que fretou o avião não consegue contato com o piloto.

Leia a notícia na íntegra no site do jornal O Globo.

Aeronave cai em Santos após decolar do Rio, diz Aeronáutica

Da Reuters

Uma aeronave Cessna 560XL que partiu do Rio de Janeiro com destino ao aeroporto de Guarujá (SP) caiu em Santos nesta quarta-feira, informou o Comando da Aeronáutica.

"Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave", disse a Aeronáutica em nota, acrescentando que já iniciou investigações sobre o acidente.

Leia a notícia na íntegra no site da Reuters.

"Perdemos hoje um grande brasileiro", diz Dilma sobre Campos

Do Terra

Por meio de nota, a presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do candidado à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, em um acidente aéreo ocorrido em Santos nesta quarta-feira. "O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro", diz a nota. "Estou tristíssima", completou.

O Palácio do Planalto decretou luto oficial de três dias em homenagem a Eduardo Campos, assim como o cancelamento da agenda de campanha da candidata Dilma Rousseff pelo mesmo período.

A presidente destacou a atuação política de Campos ao longo da vida, "Eduardo foi uma grande liderança política. Desde jovem, lutou o bom combate da política, como deputado federal, ministro e governador de Pernambuco, por duas vezes".

Na nota, ela relata a última vez em que esteve com o político pernambucano. "Estivemos juntos, pela última vez, no enterro do nosso querido Ariano Suassuna. Conversamos como amigos. Sempre tivemos claro que nossas eventuais divergências políticas sempre seriam menores que o respeito mútuo característico de nossa convivência".

A nota termina com mensagem às famílias das vítimas, "minhas condolências aos familiares de todas as vítimas desta tragédia".

Leia a notícia no site do Terra

Fonte:
Reuters + O Globo + Terra

4 comentários

  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    A Marina simplesmente pegou carona no PSD, dai a ser candidata pelo partido, faz muita difenrença...Na minha opinião, o mais lógico é o Partido indicar um substituto que esteja mais afinado com as teses daquela agremiação.

    0
  • salvador reis neto santa teresa do oeste - PR

    mas e capaz que ela não apoie ninguém...

    0
  • salvador reis neto santa teresa do oeste - PR

    se marina não decolar no primeiro turno, ganha quem ela apoiar no segundo.

    0
  • Lula na próxima Goiânia - GO

    Demorou pouco para alguém ver maldade neste acidente. Se não usarem isto para fazer campanha política!

    0