Meirelles fará pronunciamento em rede nacional para defender PEC dos gastos

Publicado em 06/10/2016 07:08
23 exibições

LOGO REUTERS 2.0

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, vai fazer um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão nesta quinta-feira, às 20h, para defender a Proposta de Emenda à Constituição(PEC) que cria um teto para o crescimento dos gastos da União, informaram à Reuters duas fontes do governamentais.

O pronunciamento de Meirelles foi acertado com o presidente da República, Michel Temer, como parte da estratégia do governo de tentar reverter a ideia de que a PEC pode reduzir os investimentos em saúde e educação.

Em sua fala, Meirelles vai abordar a necessidade de controlar o crescimento exponencial dos gastos federais, explicar que não haverá redução dos investimentos em saúde e educação e reforçar a necessidade de não se gastar mais do que arrecada - uma frase que o próprio Temer repetiu diversas vezes nos últimos dias.

Nesta quarta-feira, em entrevista a uma rádio na Bahia, Temer abordou o assunto. "As pessoas tentam divulgar a ideia de que quando você fala em teto de gastos, você está falando em teto de gastos para saúde, para educação, para a cultura, e não é isso não, é o teto geral. O teto geral é de X, você tira de um lugar e põe em outro, jamais será tirado da saúde e da educação", disse o presidente.

O governo faz uma ofensiva para tentar aprovar a PEC na próxima segunda-feira. Nos últimos dias, Temer fez diversas reuniões com líderes da base governista, em jantares no Palácio da Alvorada, reuniões no Palácio do Planalto e encontros na residência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Temer tem apelado para garantir o quórum no plenário da Câmara na próxima segunda-feira, quando normalmente a presença de deputados na Casa é baixo. Para tentar incentivar a presença de deputados em Brasília, o presidente marcou um jantar para toda a base aliada no Alvorada no domingo à noite.

(Por Lisandra Paraguassu, com reportagem adicional de Marcela Ayres)

Reuters: Temer diz que seis partidos fecharam questão a favor da PEC do limite de gastos

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira em entrevista à TV Bandeirantes que seis partidos que formam sua base de apoio fecharam questão para votar a favor da proposta de emenda à Constituição que limita o crescimento dos gastos públicos por 20 anos.

"A esta altura seis partidos já fecharam questão em torno da proposta de emenda constitucional que fixa um teto para os gastos públicos", disse Temer na entrevista.

"É a significação mais evidente de que o Legislativo brasileiro tem consciência das dificuldades do país, não apenas o Executivo, não apenas o governo. Eles estão colaborando para tirar o Brasil da crise."

Temer também disse na entrevista que haverá regras de transição na reforma da Previdência que será enviada pelo governo ao Congresso e que será necessário estabelecer uma idade mínima para as aposentadorias.

O presidente voltou a dizer que, neste momento, está descartado um aumento de impostos e afirmou que uma reforma ministerial não está em seu horizonte.

(Por Eduardo Simões)

Fonte Reuters

Nenhum comentário