Com poucos compradores, petroleiros do Irã dirigem-se à China antes de sanções

Publicado em 18/10/2018 10:14
45 exibições

LOGO REUTERS

Por Florence Tan e Chen Aizhu

CINGAPURA/PEQUIM (Reuters) - Um volume sem precedentes de petróleo iraniano deve chegar ao porto de Dalian, no nordeste da China, neste mês e no início de novembro antes das sanções dos Estados Unidos contra o Irã, mostraram dados do Refinitiv Eikon.

Um total de 22 milhões de barris de petróleo iraniano carregado em superpetroleiros da National Iranian Tanker (NITC) vai para Dalian, segundo os dados.

Dalian normalmente recebe entre 1 milhão e 3 milhões de barris de petróleo iraniano a cada mês, de acordo com os dados que datam de janeiro de 2015.

O Irã, terceiro maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), está encontrando menos compradores para seu petróleo antes das sanções dos EUA sobre suas exportações, que entrarão em vigor em 4 de novembro.

O país islâmico já armazenou petróleo em Dalian durante a última rodada de sanções em 2014, que depois foi vendido a compradores na Coreia do Sul e na Índia. Algumas das maiores refinarias e instalações comerciais de armazenamento de petróleo na China estão localizadas em Dalian.

Um dos 11 superpetroleiros Very Large Crude Carriers (VLCCs), o Dune, descarregou petróleo em um tanque de armazenamento na seção Xingang do porto de Dalian em 8 de outubro, informou a Reuters na semana passada, enquanto um segundo VLCC, Dino I, desligou seu transponder em 13 de outubro perto do porto.

(Por Florence Tan, em Cingapura, Meng Meng e Chen Aizhu, em Pequim)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário