Bolsonaro quer mudar regime de exploração no pré-sal para concessão, diz fonte

Publicado em 22/11/2018 17:20
64 exibições

LOGO REUTERS

BRASÍLIA (Reuters) - O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) quer mudar para concessão o regime de exploração do petróleo e gás do pré-sal, que atualmente é explorado via partilha de produção, disse nesta quinta-feira uma fonte de alto escalão da equipe de transição.

"Tem uma clara preferência nossa, vamos mudar sim para concessão, ao invés de partilha", afirmou a fonte, que pediu para não ter seu nome revelado.

A fonte evitou elaborar sobre a mudança planejada, se a ideia da equipe de Bolsonaro poderia exigir uma alteração na lei.

O regime de partilha foi instituído no governo do PT, com o argumento de que o Estado teria mais acesso a recursos dos produtivos campos do pré-sal, assim como maior controle sobre as riquezas.

Foi até criada uma estatal, a PPSA, para representar os interesses do Estado nos contratos de partilha.

Bolsonaro, ao contrário, está formando uma equipe econômica com viés mais liberal, tendo sido eleito com tais promessas pró-mercado, que incluem privatizações.

Pelo regime de partilha, as companhias pagam um bônus de assinatura fixo, em um leilão no qual o vencedor é aquele que oferta o maior volume de petróleo ao governo, uma forma de o Estado se apropriar de mais recursos da exploração do petróleo.

Pelo regime de concessão, utilizado atualmente em leilões do pós-sal ou para áreas terrestres, ganha o certame aquele que ofertar o maior bônus de assinatura, que neste caso é variável.

Dessa forma, no regime de concessão, um maior volume de recursos pode ser arrecadado em um pagamento inicial, enquanto com a partilha a União em geral acaba recebendo os pagamentos ao longo do contrato de produção.

(Reportagem de Mateus Maia e Lisandra Paraguassu)

Fonte: Reuters

Nenhum comentário