Após prisão de Stone, Trump diz que inquérito sobre Rússia é "maior caça às bruxas"

Publicado em 25/01/2019 17:00
41 exibições

LOGO REUTERS

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira, após a prisão de seu aliado de longa data Roger Stone, que a investigação sobre a interferência da Rússia na campanha presidencial de 2016 é a "maior caça às bruxas da história de nosso país! Nenhuma conspiração".

Stone foi preso na Flórida nesta sexta-feira acusado de obstrução, manipulação de testemunhas e de dar declarações falsas relacionadas à divulgação de e-mails roubados do Partido Democrata durante a campanha de 2016. As acusações foram feitas como parte do inquérito conduzido pelo procurador especial Robert Mueller.

Stone, um estrategista político veterano, é um dos assessores mais próximos de Trump a ser acusado por Mueller, que investiga uma potencial conspiração entre a campanha de Trump e a Rússia.

O indiciamento mostra mensagens cheias de palavrões em que Stone fala ao estilo de chefes da máfia --e até mesmo cita o filme "O Poderoso Chefão"-- e chama de "rato", e "dedo duro" um colaborador não identificado que é alvo de investigações do FBI.

(Reportagem de David Alexander)

Fonte Reuters

Nenhum comentário